27 de dezembro de 2008

Livro- Vida indefinida: Capítulo dois

Capítulo dois: Escola

O que falar sobre a vida no inferno estudantil? Simples: amigos e inimigos, nerds e populares ridículos. Na escola particular de Brokks, Yorksville School, existem pessoas ricas e pessoas com bolsas escolares. Essas pessoas com bolsas já são denominadas "nerds beta" e pobres. Todos os alunos são divididos em “alfas” e “ betas”. Se você é um “Patrício Alfa”, você é muito patrício e popular. Se você é um “Patrício Beta”, você é a pessoa que está quase “nerd”, mas ainda é popular. Isso vale também para os “nerds”. Se você é um “nerd alfa”, você esta entre ser “nerd” e patrício. Se você é “nerd beta”, você é considerado muito nerd e é exilado por todos. A vida não é fácil para um adolescente. Na escola tem jogadores de futebol e patricinhas vestidas de rosas? Sim, mas não eram só esses que eram os populares.
      Embora haja as patricinhas e os patrícios, o pior grupo era ninguém menos que os ricos, chamados de “dominadores”. Limusine, bebida, drogas e fofocas, as principais armas deste do grupo de meninas ricas e seus pares. É denominado um crime social uma menina “dominadora” namorar um “nerd alfa” e isso também era considerado para os garotos.“Nerd alfa” na escola não é aquela pessoa que fica no computador, assistindo “Star Wars V” pela milionésima vez. São as pessoas normais, como eu, o que me deixa com muita raiva e ódio. Vou ao cinema, vou a praia, vou a festas como os denominados “dominadores”. “Por que sou nerd alfa então?” me pergunto. Mas a resposta sempre está na ponta de nosso nariz: não sou milionário, nem drogado igual minha irmã, a famosa Cristina Bellks, a líder de torcida mais lembrada,e drogada, de toda a escola.
       Professores ou torturadores? Um pouco de cada. Lição de casa e trabalhos não são problema, se forem bem pensados. “Vocês têm que fazer um texto sobre a relação da II Guerra Mundial e a venda do ferro do século XVIII. Vocês têm três dias para me entregar”, disse a professora de história. “Oi?” eu pensei. Um trabalho descente sobre a II Guerra Mundial seria como ela aconteceu e como ela afetou o mundo, e não sua relação com a venda do ferro. Além desses tipos de trablahos, existem os professores “dopados”. Não porque estão bêbados, mas o efeito que causam nos alunos. A lentidão nas aulas de Química é impressionante com a professora Claire. Suas piadas com trocadilho, como “botou no fogo evaporou” e “misturou agora casou”, são algumas de suas piores piadas.
          Na escola, sua aparência influencia na escolha de seu grupo e isso é normal em todas as escolas. Eu, um pouco alto, meio loiro e meio castanho, com cabelo um pouco grande, um pouco forte e magro. Tinha todas as minhas chances de ser um "dominador", mas a maturidade me impedia, e a consciência também. Pendurar alguém no mastro da bandeira da escola ou colocar sua cabeça na privada, não era comigo. Tenho consciência pesada, e isso iria me torturar pelo resto da vida. Coitadas das meninas que não se importam com a aparência. Além de estarem no grupo de “nerd beta”, esão maltratadas pelas patricinhas e dominadoras.
        A vida na escola é basicamente sobrevivência. Se você não está no topo, você é maltratado. Se você tem professores “dopados”, você era mau trado com tortura e trabalhos. A escola é uma tortura, mas também é nela que você pode encontrar grandes amigos.

Em breve: Capítulo 3- Amigos e inimigos