17 de fevereiro de 2009

Carandiru- blog agora também tem nacionais



          Pode se dizer que Carandiru é um dos melhores filmes nacionais (para eu dizer isso é porque o filme é muito bom). O filme se desenrola com os presidiários declarando a história de como acabaram na prisão, sendo por um assalto, adultério ou assassinatos, para o Dr. Drauzio Varella e com a rebelião de 92.

          Os presidiários reclamam de várias coisas, como por exemplo: comida, uso obsessivo de drogas, AIDS e HIV, estupro. Eles só não reclamam de uma coisa: saúde. Claro né? Afinal, o filme é baseado no livro do Varella, não faria sentido ele reclamar dele mesmo, algo que em documentários os presidiários reclamam totalmente a forma da saúde da prisão Carandiru. O filme também relata a formação de gangues, uso de armas e assassinatos internos no próprio Carandirú, e assassinatos pelo não pagamento de drogas.
          Isto eu tenho que comentar: Zico é morto (desculpem o spoiler), mas Peixeira não consegue dar o golpe final. Nisso, Peixeira começa a sentir culpa e a primeira pessoa que ele visita é médico e pergunta para ele se culpa tem remédio. O médico fala: “Se tivesse todo mundo iria querer. O que acontece com Peixeira então? Vai para a religião. Ele entra numa capela e procura sua salvação em Deus, o que para mim é completamente ridículo.
          Agora pensem comigo: você foi bandido, matou gente, não cumpriu os 10 mandamentos e tem a coragem de ainda se declarar religioso? Sinto muito, mas isso não entra na minha cabeça. Se um ladrão desobedeceu as regras da religião ele merece uma segunda chance? Devo dizer que sim, afinal somos pecadores, mas isso acontece apenas em poucos delitos. Tenho que comentar também que o padre na cena da capela me lembrou muito a crente do O Nevoeiro.

          Depois de quase 2 horas do filme finalmente chega o clímax: a rebelião. Tudo aconteceu pela coisa mais ridícula do mundo: uma cueca no varal. Um cara queria pendurar sua cueca no varal, outros não deixaram e tiraram a cueca dele do varal e ai começou a briga e depois dela a rebelião no pavilhão 9. Nisso eles acabam colocando fogo no prédio (se eles fossem espertos, saberiam que o fogo se espalharia) e ai chega a polícia. Quem não estivesse numa cela trancada era morto. A polícia estava matando todo mundo.

O filme mostra também algo que esta sendo discutido até hoje: a reeducação. Quando uma pessoa é presa, o objetivo é de reeducala e devolve-la à sociedade. O filme mostra o que realmente acontece: uma pequena parte das pessoas conseguem ser reeducadas, mas a grande maioria continua sendo bandido.

Este é um dos melhores filmes nacionias, com vários artistas conheceidos ( muito deles da Rede Globo) que fazem uma bela atuação. Carandiru deveria se tornar uma das obras cinematográficas obrigatórias para todas as casas de detenção e para as pessoas.

5 comentários:

Daniel Moura disse...

Esse filme é muito bom mesmo...
È nele que tem umas das melhores cenas do cinema nacional na minha opinião...
Sem falar que foi muito bem dirigido...

Abraços do Dan

ps: Quer fazer uma parceria com o meu blog?

FELIPE G2 disse...

como assim uma parceria? Eu coloquei vc na minha lista de blogs...

Elaine Crespo disse...

Realmente um filme perfeito!
Todo o elenco mostrou para que veio!
Inesquecível!

Um beijo
Elaine

Valteir S. Fernandes NEGOGALO disse...

Acessem http://negogalo.blogspot.com e vejam um texto comparando o Carandiru com a Camara dos deputados e senadores
Leiam e comentem o que acharam
Valeu

Anônimo disse...

Хорошая новость, как долго ожидать публикацию свежего материала и вообще стоит ждать ?