15 de abril de 2009

DragonBall Evolution- PARTE 2


        Posso voltar para a crítica de DragonBall Evolution? Ok. Continuando...
        
        Cena da lava. Para explicar: tem uma cena que eles acham uma esfera dentro de uma caverna. Mas para chegar até ela tem que passar pela lava e claro: tem vilões nessa cena. O problema: a cena está muito escura, resultado de mal uso da câmera. Parece que Goku ta lutando com pedra, depois alguém faz alguma coisa, os personagens somem, etc. Isso se resume a três palavras: erro de direção.

                E por falar em erro de direção, DragonBall têm muitos. Pelo visto o diretor não conseguiu fazer muita coisa com o filme. Temos duas versões de orçamento: $45 milhões e $100 milhões. Quem consegue fazer alguma coisa com $45 milhões de dólares para tal história? O mesmo aconteceu ano passado com o filme Crepúsculo. O que aconteceu? Os críticos não gostaram. Se DragonBall Evolution teve $100 milhões para ser usado, o diretor deve ter desviado o dinheiro para algum lugar. O diretor também erra na escolha de fazer as cenas em câmera lenta, deixar o figurino como estava, deixar a cena da lava escura daquele jeito, etc.

        Efeitos. Os efeitos são razoáveis. Não são aquelas mil maravilhas que aparece em Transformers, HP, Senhor dos Aníes e Cia, mas são razoáveis. Não são iguais aos efeitos de Crepúsculo (eca!). Se isso foi por causa do orçamento, desculpo o diretor, mas se não for, ele deve ser o pior diretor do mundo de tantos erros que cometeu até agora.

        Cenas finais. Não gente, eu não vou contar o que acontece na cena final. Apenas uma coisa que todo mundo já sabe: Goku se transforma num macaco gigante, chamado Oozaru. Muitas pessoas podem não ter gostado do fato dele não ficar gigante como no anime, mas eu gostei. Afinal, estamos no começo (espero que não seja o fim) da história. Não da para colocar personagens secundários com poderes extraordinários para destruir o monstro, se nem o principal consegue fazer isso. E uma coisa: não acredite nas fotos que aparecem Oozaru assim (foto ao lado) porque não é verdade.

        Cena que todo mundo espera quando assistir o filme: a cena do Kamehameha e do Shenlong (o Deus dragão). Não me desapontei com os efeitos do Kamehameha, mas me desapontei com o que acontece depois. Você pensa: “É isso? No anime eles lutam durante vários episódios e no filme é assim? Acabou?”. E a cena do Shenlong: prefiro muito mais o dragão que vi num trailer do que o do filme. O do filme é pequeno e brilhante, e o do anime e do trailer é enorme e verde. Fico com o do anime.

        O final do filme: é completamente abrupto (olha a falha de roteiro que falei na parte 1), ou seja, o filme acaba do nada. Claro que deixa aquela sensação de continuação e isso é mostrado nos créditos, mas acaba sem ter uma conclusão e com uma cena bem clichê.

        As atuações variam com cada ator. A atuação de Justin Chatwin é muito boa. Muitas pessoas falarão o contrário, mas sabe por que eu o defendo? Porque ele tenta trazer algo que foi perdido no roteiro: Goku ser brincalhão. No anime vemos Goku brincar e rir de tudo, mas no filme ele é mais sério. Não coloque a culpa na idade de 18 anos, mas sim no roteiro. A atuação de Emmy Rossum tamém é muito boa. A atuação de Yun-Fat Chow como falei antes é ridícula. A atuação de Joon Park (o menino do buraco ou o Yamcha, que aparece no filme só para dizer que tem personagens do anime, por isso que nem falei dele), James Masters (Picolo) e Jamie Chung (Chi Chi) são medianos.

        Bem, pelo visto eu falei bastante. Gostei de DragonBall Evolution, mas o filme tem muitos defeitos que não podem ocorrer em sua continuação (se houver uma algum dia) e nem é um bicho de sete cabeças (nada se compara a RRRrrr Na Idade da Pedra). Eu que apenas quero deixar algumas coisas bem claras para que as pessoas que querem assistir fiquem em alerta. E uma coisa: Luciano! Fique longe desse filme!

5 comentários:

Luciano Carneiro disse...

Ficarei, pode deixar. Mesmo antes de ler sua crítica eu já estava bem longe dele. E não me aproximarei. =D

FM disse...

Bom.. o Toriyama disse, eu vou assistir a esse filme considerando um DB de um universo paralelo.


Sei q se for tentar comparar com o Manga/anime, vou me decepcionar muito !!

"(nada se compara a RRRrrr Na Idade da Pedra)"

hauhauhauaa Essa comedia dever ser realmente muito ruim !!!

FELIPE G2 disse...

Luciano: É bom mesmo! Fique bem longe...

FM: Não se baseie no manga. Com certeza você vai odiar. Na verdade, acho que você vai se decepcionar de qualquer jeito, como eu me decepcionei, embora tenha gostado d filme.

Sim, RRRrrr na Idade da Pedra é extremamente ruim...

R.e.n.a.n! disse...

Não me decepcionei pq eu nem fui ver nada fiel ao anime/mangá, nem os 13 OVA'S de Dragon Ball Z são fiéis pois não há como encaixar na história, acho que só o do futuro do trunks e o do pai do goku que dá pra encaixar..Mas como estava dizendo, fui ao cinema para assistir apenas mais um "filler" e já estava preparado pra uma bomba que no final pra dizer a verdade eu até gostei, só achei que a luta final contra Piccolo deveria ser maior

FELIPE G2 disse...

Com certeza, a luta final foi muito mal feita e muito rápida. Como eu falei, mais 20 minutos já ajudava muito o filme...
Eu gostei do filme, mas ele como um filme não é bom...