30 de abril de 2009

O Exorcista- Um épico do terror


        É quase impossível (porque existem excessões) de assistir a este filme e não gostar. "O Exorcista" é um dos melhores filmes de terror que existem, sendo comparado por muitos com "O Bebê de Rosemary" e "O Iluminado", mas isso eu comento mais pra frente.
        Vamos começar com a história: a filha de uma atriz famosa fica possuída pelo Demônio. Um padre fará o exorcismo dela junto de outro padre. Entre isso temos: assombrações, masturbações com um crucifixo, cegos enxergando padres, uma cama que balança, uma menina fazendo "ponte" e descendo a escada com a boca sangrando, entre outros.
        A atriz que faz a mãe, da menina possuída, Ellen Burstyn e a menina, Linda Blair, estão excelentes! Não sei como nenhuma das duas conseguiram o Oscar por esse filme. Provavelmente porque algum filme sobre a Segunda Guerra Mundial e/ou sobre o Holocausto foi lançado.
        Muitas cenas desse filme são animais! (para não dizer outra coisa). Tem muitas cenas "animais, então vou apenas citar as que eu mais gostei: a cena do crucifixo, as cenas do Demônio, as duas cenas da cama (quando a cama mexe e a que ela começa a balançar), a cena da festa, a cena do exorcismo (), a cena que a mãe passa pela casa e o Demônio segue ela e muitas outras, mas de todas essas cenas "animais", a melhor de todas é a cena da escada.
        A cena da escada é uma excelente final para o filme (se não me engano é esse o final da versão lançada para o cinema). Depois de tudo aquilo que passou, o padre se joga pela janela e desceu escada abaixo foi uma grande sacada de mestre. Muito bom mesmo! ("Muito bom" né Luciano?)
       Bem agora vamos a discussão: "O Exorcista" não é melhor que "O Iuminado", já que "O Exorcista" da apenas medo e, "O Iluminado" é um filme para ficar mais paranóico. Porém, "O Exorcista" é de longe melhor que " O Bebê de Rosemary", que fracassa como terror, mas é um bom suspense. Já estou até vendo o Luciano querendo me matar depois disso.
        Em ótimas atuações, ótima história, ótima trama e excelentes cenas, "O Exorcista" é um grande épico do cinema e é quase obrigatório para as pessoas que gostam de cinema e do gênero de terror, mas claro, não assista ao filme se você for um padre ou um louco seguidor da Igreja, porque não quero que você quebre o DVD.

6 comentários:

Luciano Carneiro disse...

Gosto do filme, embora não o considere o melhor do gênero, nem de longe. Esse lugar ta reservado pra O Iluminado e O Bebê de Rosemary (que eu acho, sim, incrivelmente mais eficiente). Bem, é isso. Bom texto.

FELIPE G2 disse...

O Bebê de Rosemary um bom filme? Pode ser um bom suspense, se você considera-lo assim, mas como terror é péssimo...

Luciano Carneiro disse...

Bom, a mim Bebê aterroriza muito. E eu acho um dos cinco melhores filmes da história. Pronto, falei.

Luciano Carneiro disse...

É que a maioria das pessoas considera terror meninas saindo da TV e girando a cabeça, enquanto o verdadeiro terror, aquele que perturba não só no momento, mas por dias a fio, esse poucos filmes conseguem. O Exorcista até consegue, mas O Iluminado e Rosemary, muito, muito mais.

FELIPE G2 disse...

O Iluminado com ceteza, mas o Bebe de Rosemary ta longe. Lá vem outra discussão...

Rodrigo Rosa disse...

Boa noite (agora quase 11 e meia da noite):

Foi um filme marcante/forte mesmo!
Embora ache que não precise apelar tanto...
Me pergunto se o tal PAZUZU (o tal demonio) era obsceno/coisa pior.
Muitas coisas "ruins" aconteceram, além das 'inusitadas mortes' durante as filmagens: a atriz que fez a voz do PAZUZU;chamada MERCERDES MACCAMBRIDGE; ameaçou processar se o nome dela não constasse no filme (e com razão!)... Fora que teve que fazer coisas DESAGRADAVEIS para ter a tal voz gutural: comer ovos crus/fumar vários cigarros durante o dia, na 1a dublagem em português a voz do diabo era bem convincente; lembro quando lançou no SBT em 1989 - eu tinha 14 anos e estava louco para assistir.
Sobre a tal CABEÇA GIRANDO... Como curtia tal! Minha irmã dizia que eu tentava girar a dela por causa do filme (risos) e achava o máximo os olhos ficarem só com a parte branca.
E em relação a algumas produções do gênero: O BEBÊ DE ROSEMARY é um clássico mesmo, artistas como RUTH GORDON/MIA FARROW deram presença em tal.
Há outros que curto: POLTERGEIST, até uma história triste!
Cheguei a ver o EXORCISTA VERSÃO DO DIRETOR no cinema... uma outra impressão.
É isso.

Abraços,
Rodrigo