5 de junho de 2009

FOI APENAS UM SONHO- A volta do casal de Titanic


        É quase impossível uma pessoa assistir "Foi apenas um sonho" e não lembrar que o casal do filme, Kate Winslet e Leonardo DiCaprio, é o mesmo casal de "Titanic". Aliás, deve ser um dos casais mais famosos da história do cinema. Porém, eu não gosto de Titanic e apenas posso dizer o seguinte: o trabalho do casal em "Foi apenas um sonho" nem se compara com o trabalho do casal em "Titanic". "Sonho" ganha disparado.
        A história é a seguinte: Um casal, Frank e April, vivem uma vida estável e saudável (embora os dois não sejam fiéis no casamento). Porém acham suas vidas totalmente entediantes e sem sentido, como se eles não estivessem vivendo a vida que deveriam. Assim, o casal decide ir para Paris, onde encontrarão a verdadeira essência da vida. Claro que assim que o casal decide ir para Paris, os problemas aparecem.
        O filme também traz algumas questões pesamentos da década de 50, como mulher não poder sustentar o marido nem trabalhar, mulher não pode fazer aborto, ops, isso ainda acontece hoje, (o filme consegue trazer assuntos de meio século atrás até os dias de hoje. Interessante não?), e, o marido poder trair a mulher, enquanto a mulher tem que ser dona de casa e ficar calada, ou seja, o casal que seguisse essa linha de raciocínio é um perfeito casal da década de 50. Acho que é por esse caminho que temos o significado do verdadeiro título to filme Revolutionary Road (algo como "Rua da Revolução"): o casal é completamente diferente de um casal da década de 50.
        É quase impossível não perceber a semelhança de "Sonho" com "Beleza Americana", a não ser que você não tenha visto "Beleza Americana", o qual pretendo escrever em breve. Em ambos os filmes os personagens acham suas vida fúteis e sem significado algum. Quer outra semelhança entre os dois filmes? Lá vai: os dois são dirigidos por Sam Mendes. O diretor fez poucos trabalhos e eu nem sabia que ele tinha feito também "Soldado Anônimo", um filme que eu pego sempre da mesma parte e tenho muita vontade de assistir inteiro.
        Em "Sonho" também vemos A, com letra maiúscula, Kate Winslet. Esse é O melhor trabalho da a atriz, bem melhor do que sua atuação em "O Leitor", o filme que lhe rendeu o Oscar de melhor atriz este ano, e, nesse filme, também vemos O, com letra maiúscula, Leornado DiCaprio num filme de drama, porque se formos pegar um filme de ação, "Os Infiltrados" é o seu melhor filme. Ambos os atores estão tão excelentes que conseguem se sobressair mais do que o próprio roteiro, ou seja, a atuação deles é melhor do que a história em si. E não posso me esquecer da inesquecível Katy Bates (ainda pretendo assistir "Tomates Verdes Fritos").
        Pois bem, gostei bastante de "Foi Apenas um Sonho". As atuações são excelentes, a história é muito boa, e, a única coisa que não gostei foi da cena final. Do final eu gostei, mas da cena final em particular eu não gostei, mas ainda sim é extremamente atraente. Mais um ponto para Sam Mendes!

2 comentários:

Luciano Carneiro disse...

Fiquei super feliz de saber que você tinha gostado de Foi Apenas um Sonho, e gostei do seu texto. Acho que eu devo ser o único que amou o filme com todas as forças. O cinema virou um mar de lágrimas (todas minhas) quando fui ver. Incrível. Um dos melhores da década. Jura que não gostou da cena final? Você a entendeu? É uma cena cheia de simbolismos, e super genial. Pra mim foi perfeito. Desculpe, detesto fazer propaganda no blog alheio, mas simplesmnete não consigo falar desse filme em apenas algumas palavras, então vou colocar o link dos dois textos que fiz pra expressar minhas emoções com relação a essa coisa maravilhosa que é Sonho. Oks?
Obs: pode fazer propaganda do seu bloguinho no meu, sem problemas.

http://cineeeu.blogspot.com/2009/02/foi-apenas-um-sonho-vida-no-suburbio.html

http://cineeeu.blogspot.com/2009/03/mais-sobre-foi-apenas-um-sonho-gritos.html

FELIPE G2 disse...

Que bom que você gostou de eu ter gostado do filme, pelo visto fomos os únicos. Melhor filme da década? Não exagera Luciano. Pode fazer propaganda, eu também farei um dia....