11 de junho de 2009

O CURIOSO CASO DE BENJAMIN BUTTON- Uma história para rejuvenescer


Nossa, que sono, mas tudo bem, vamos começar a escrever. Sei que meu pai ficará extremamente P. da vida quando notar que estou postando nesta hora, mas fazer o que né? Vou dormir e esquecer o filme. Isso não pode acontecer de jeito nenhum. Então, nem disse que filme que eu assisti né? O Curioso Caso de Benjamin Button, que ganhou 3 Oscar ano passado e foi um dos filmes blockbuster do ano passado.

O filme é o seguinte: Uma velha senhora antes de morrer pede para sua filha ler um tipo de diário para ela. Assim que a filha começa a ler sobre o diário, ela começa a contar a vida do Benjamin Button, um homem que nasceu extremamente velho e que rejuvenescia com o passar do tempo. Deixado por seu pai na frente de um asilo, Benjamin vai crescendo no asilo e conhece sua alma gêmea, Daisy, com quem passará durante grande parte do filme, além de ter grandes aventuras em sua vida, como por exemplo, casos amorosos e guerras.

Até agora não disse nada do que achei do filme né? Bem, eu gostei bastante do filme, mas acho que o motivo maior pelo fato de ter gostado tanto assim foi a história em si. Imagine só se você nasce com 80 anos de idade e começa a ficar mais jovem com o decorrer da sua vida? Com certeza o modo que esta criança for criada será mais diferente ainda, afinal, nem todas as criações são iguais. Mas também a maquiagem estava impecável! Digna de um Oscar!

A Cate Blanchett está excelente no papel de Daisy, como praticamente está em todos os seus filmes, mas não posso dizer o mesmo sobre o galã Brad Pitt. Ele está bem, sem dúvida, mas não parece que ele realmente está sentindo todas as emoções que seu personagem está passado, não sei como dizer, mas não senti nada que veio da atuação dele, mas da Cate nossa! O que foi aquilo? Ótima como sempre.

Durante o filme tem vários personagens que roubam a cena: o homem que é atingido por sete raios, a mãe de Benjamin (a atriz concorreu ao Oscar com mérito, ótima atuação), a parte com a Sra. Elizabeth Abbott (com a maravilhosa Tilda Swinton) e praticamente todos os velinhos simpáticos do asilo. Não sei por que pessoas idosas me fazem rir. Sempre que vou na casa de repouso que minha avó está as "senhoras de idade" soltam umas ótimas pérolas e algumas coisas que elas fazem, como por exemplo, uma velinha que é compulsiva por plástico bolha. Muito bom!

Baseado num conto, o final deveria ter uma moral certo? Se não existe moral, pelo menos eu entendi (acho) o que o filme quis dizer: não importa a idade que tenhamos, tudo depende de nós. Podem existir pessoas novas com 80 anos de idade, enquanto existe pessoas idosas com 6 anos de idade, como o exemplo da moça compulsiva de plástico bolha. Bem, essa seria a "moral" principal, claro que existe as pequenas morais espalhadas, como o pai ter deixado Benjamin por achar seu filho um monstro (casos de beleza externa), amar as pessoas mesmo que elas não lembrem-se de nós, amor não tem idade (meus avós maternos que digam. 15 anos de diferença entre meu avô e minha avó), e, uma das frases que achei interessantes do filme: a morte não faz com que esquecemos das pessoas, mas dão um motivo para nos lembrarmos delas.

Benjamin Button consegue atingir a maioria das pessoas que assistem ao filme. Até meu amigo que gosta de filmes com um cara com uma bazuca na mão, sem história nenhuma e gritando "I'll Be Back!" gostou do filme, mas cuidado com a grande duração do filme para não acabar dormindo, que foi o que aconteceu aqui em casa com meus pais...

8 comentários:

Luciano Carneiro disse...

Gostei na época que vi. Mas com o passar do tempo ele foi sumindo da minha cabeça. E hoje já não acho assim grandes coisas. É bonito, mas épico e longo demais pro meu gosto. Sei não... acho que uma coisa mais simples emocionaria mais (quiça Foi Apenas um Sonho, da mesma época).

Mirella Santos disse...

veja a minha concepção do filme:http://cidadenova12.blogspot.com/2009/06/o-curioso-caso-de-benjamin-button.html pois é acho que o sono que deu em vc não foi nem a hora e sim o filme, tá foi os dois, o filme é muito grande tive a impressão que ele durou umas 3 horas se é que não durou mesmo, mas eu gostei da história em algumas partes adorei mesmo o velhinho que conta a história dos raios e...ah vê lá no meu blog

FELIPE G2 disse...

Luciano, concordo, é um filme muito bom, mas sua duração é longa de mais. Não sei se gosto mais de Sonho ou de BB...

Mirella: Você pelo visto não gostou né? Acho que foi mais a duração de filme do que o sono, porque depois eu demorei um pouco para dormir...

FM disse...

Eu vi no cinema e não achei demorado...

Realmente é um filme ótimo, mas sei lá.. achei q faltou algo, talvez tenha sido mesmo uma melhor interpretação da parte do Brad.

Mas o filme é repleto de lindas frases de cenas, no mínimo, interessantes.

FELIPE G2 disse...

Realmente, este filme é muito lindo. Não achou demorado? Nossa, a maioria das pessoas que assistiram o filme o acham demorado.

FM disse...

Achei normal...

Se bem q estava muito bem acompanhado no cinema...

huahauau

FELIPE G2 disse...

auhauhauhua

livinha disse...

é o meu filme favorito.Sempre choro,perfeito,deu vontade de assistir!"