25 de julho de 2009

CACHORRO- Um teste para todos

Vai me rejeitar com essa carinha que eu tenho?

Primeiro Dia

Pessoal, foi muito legal ter cuidado do cachorro da minha tia. Acho que qualquer pessoa que queira adquirir um cachorro (adotando ou comprando) deveria passar pelo mesmo processo pra ver se realmente pode cuidar de um cachorro (ou seja, "alugar" um cachorro temporariamente ou pedir para sua tia querida deixar o cachorro dela numa "colônia de férias", ou seja, sua casa), e, se têm paciência para o mesmo. Pelo menos até agora está muito bem e acho que posso passar no teste (Eba!).


Adivinha como começou o meu dia e o dia do Bourdeaux (sim, este é o nome do cachorro e sei que tem uma raça de cachorro com o mesmo nome, mas não olhe pra mim, o cachorro não é meu, e, eu gosto do nome dele)? Minha irmã muito querida nos acordou às cinco e meia da manhã, ou seja, as cinco horas da manhã já dava para ouvir os passos do cachorro (problema do vizinho de baixo).

O único problema dele é que ele é muito fresco para comer. Foi engraçado que eu liguei pra minha tia porque no manual do cachorro (que contém três páginas), dizia que ele só poderia comer uma ou batata cozida amassada, ou um ovo cozido ou uma lata de atum s/ óleo e minha tia ficou desesperada pensando que algo de grave tinha acontecido com ele (desculpa tia pelo transtorno). Então eu misturei a batata com a ração, porque não havia outro jeito dele comer a ração.


Agora vocês realmente vão começar a rir. Minha tia tinha me avisado, mas eu pensei que era brincadeira. O Bourdeaux estava na cozinha e voltou todo feliz e pulante (embora eu tentasse fazer ele parar de pular, porque fará mal para ele no futuro). Qual foi a minha conclusão? Ele tinha feito pups (xixi é pips e coco é pups). Agora me diga: mais alguém que tenha um cachorro pode me dizer se o seu cachorro fica feliz depois que faz o número dois? Porque é simplesmente cômico! Quem fica feliz de fazer o cocô?

Segundo Dia

Olha, o segundo dia foi normal como o primeiro dia. Dessa vez pude levá-lo para passear e adivinha só? Ele começou a babar. O motivo ainda não sei ao certo, mas era muito cômico. Outra coisa muito cômica do cachorro é que ele fica caçando as orelhas das pessoas. Meu pai estava deitado e o cão não parava de querer lamber a orelha dele. Muito bom!

Pois é pessoal, eu passei no teste de responsabilidade. Eba! Agora o único problema é o financeiro mesmo. Não espere que eu faça propaganda no blog (pede-se dinheiro para adquirir cão), porque não o farei. Quando as coisas ficarem melhores (e espero que fiquem em Dezembro), meus pais disseram que "pode haver a possibilidade" (odeio essa frase, mas fazer o que?) de possuir um cão. Agora, mesmo eu terei meu tempo livre para deliciar vocês, com filmes, música e leitura (que finalmente li Angústia!).

6 comentários:

Mirella Machado disse...

pra dizer a verdade meu cachoro nunca ficou feliz em fazer "pups", na verdade ele faz algumas coisas estranhas, mas el fica feliz quando dá gelo pra ele não pq ele gosta tanto...
Esse cachorro é muito diferente mesmo hein?! quase em tudo, não só na aparência como no gosto por comida, no jeito...quero ouvir falar do seu ainda!

Luiz Grandisoli disse...

Concluindo: Esse cachorro é muito bem educado!!!

Luciano Carneiro disse...

Ahn, eu fico feliz de fazer... como é? Pups? É, eu fico. Vocês não?

FELIPE G2 disse...

Mirella, este cachorro é muito diferente. Ele parece uma pessoa! O meu cachorro ainda vai demorar...

Tio, educação no cão é o que não falta, mas acho que esta colônia de férias nçao fez bem a ele (brincadeira, eu acho...)...

Luci...ano! Menino desaparecido (brincadeira). Quando eu perguntei sobre fazer pups, eu estava falando do cão, não do dono...
=D

Mirella Machado disse...

então como pequenos cachorros vêm grandes responsabilidades...
ops! eu acho que citei algum filme, mas deixa pra lá

FELIPE G2 disse...

uahuhahauha

O pior é que eu sei que filme que é...