7 de julho de 2009

DÚVIDA- Você tem alguma?


Sempre temos dúvidas, não? Algumas dúvidas são simples e banais como qual roupa usar para ou como pedir para alguma pessoa dançar com você. Porém, outras dúvidas são maiores e perigosas, sendo estas muito ligadas as fofocas. As fofocas podem acabar com a reputação de uma pessoa e pode fazer com que outras pessoas sofram. E isso é muito bem mostrado no ótimo filme Dúvida.

A história se passa 1964 numa escola religiosa, St.Nicholas. Dentro dessa escola tem um menino negro, na verdade o único menino negro, Donald Miller. Num dia, após uma visita na sala do Padre Flynn (Philip Seymour Hoffman), Donald volta para a sala de aula e, sua professora, Irmã James (Amy Adams) nota que o aluno parece perturbado e com hálito de alcóol. Assustada com a situação, a Irmã James fala isso para a diretora da escola, a Irmã Aloysius. Indignada com a situação, a Irmã Aloysius (Meryl Streep) começa a perseguir o padre para saber a verdade, porém tudo pode não passar de simples dúvidas.

Pessoal, eu adorei o filme. Adorei, adorei, adorei. Tudo no filme é bom! O modo de filmagem é bom, a história é muito boa, o suspense é bom, o tema da dúvida é excelente, tudo é bom e as atuações não escapam dessa lista de elogios. Amy Adams está excelente no papel de Irmã James. Inocente, ingênua e depois impiedosa, tudo Adams faz com excelência, merecendo nada mais nada menos do que aplausos. O Philip Seymour também está bem no filme, mas tem uma cena que eu comecei a rir da atuação dele, porque o olho dele não fica parado! Mas quem rouba o filme como sempre é a minha (ou a nossa, posso dividir) Meryl Streep.

Afinal, Meryl Streep é Meryl Streep, não existem palavras melhores do que descrever a atriz. A cada trabalho ela é diferente, é impressionante (ao contrário do "mesma cara" Tom Hanks, cof cof). Ela está excelente no papel da Irmã Aloysius. Severa, impiedosa, maldosa, insuportável, porém tem compaixão por algumas pessoas. Completamente brilhante! Tão brilhante que mereceu uma indicação ao Oscar com honra. Melhor! Deveria ter ganho Oscar! Streep está bem melhor que Kate Winslet, que ganhou o Oscarv pelo seu filme O Leitor, mas isso é outra história. Em certas cenas de Dúvida eu começa a rir pela atuação de Meryl. Começava a rir do jeito dela nas situações, como bater nos alunos durante a missa nas cenas iniciais do filme. Para este filme, melhor Irmã Aloysius do que Streep não há!

Não da para não notar que sua personagem luta contra todo um sistema presente na Igreja Católica, comandado por homens. Afinal, as mulheres só podem ser freiras, ou estou enganado? Até hoje nenhuma mulher foi Papa, ou Mama, seja como for. A Igreja é dominada por homens e é por esse motivo que a personagem de Streep quer lutar. Ela quer que todos tenham o mesmo de direito, todos sigam as ideologias da Igreja. Eu (não sei quem viu o filme) conseguiu perceber que a personagem de Streep sempre esteve um passo a frente do padre. Mostrando que quem estava ganhando era ela, uma mulher, e não ele, um homem.

Entre essas e outras (como senti saudades de minha frase final), Dúvida é um filme imperdível cheio de atuações, críticas contra a Igreja Católica, conspirações entre os "altos" membros da igreja (todos homens), ótimas e interpretações melhores ainda! Quer saber a minha interpretação? Eu fiquei do lado dela. Sei que têm pessoas que seguem a ideia [torcendo os nervos] de que o padre é inocente, mas eu acreditei em Streep. Mas é o velho ditado: "Sem prova, sem culpado"( na verdade esse não é o ditado, mas é quase isso). Minha irmã gostou do filme, mas achou seu final estranho Para mim, não tinha final melhor.

Nenhum comentário: