3 de julho de 2009

A PROPOSTA- Mais uma comédia romântica...


Era boa a época na qual as comédias românticas eram mais interessantes. Em Uma Linda Mulher, o final é diferente. Em O Casamento do Meu Melhor Amigo, o final é diferente. E, no filme não tão recente para algumas pessoas, Separados pelo Casamento, o final é diferente. Hollywoody está fazendo cada vez mais filmes imbecis e exagerados para agradar a população (vai me dizer que a população não gosta deste tipo de filme. Se isso não fosse verdade, não teríamos Se eu Fosse Você 2) atacando o cinema com cada vez mais comédias românticas. Sim, algumas são legais, porém outras são exageradas. A proposta não escapa dessa lista.

O filme é sobre Andrew (Ryan Reynolds) que trabalha para sua chefe Margaret. Quando Margaret descobre que está prestes a ser deportada, ela convence Andrew de se casar com ela, oferecendo para ele uma promoção e várias outras coisas. Para isso, o casal vai até o Alasca, anunciar para a família de Andrew (porque a família de Margaret morreu) que o casal está noivo, embora tudo seja uma grande farsa.

Eu gostei do filme até a sua metade e odiei da metade em diante. Até a metade o filme é engraçado, cheio de humor e ironia que podem divertir muitas pessoas que decidiram assistir ao filme (como eu). Porém a partir de sua metade (mais ou menos na parte do stripper) em diante, o filme começa a ficar extremamente forçado e sem graça. Parece até que o diretor quer fazer o público rir, custe o que custar. Isso ele mostra muito bem na personagem da Vovó. Este é o personagem de pura tosquice. Ela é forçada, não é engraçada e faz com que todo o público que pensando se era para rir ou não. Outra coisa que odiei foi a cena final do filme. Odiei, odiei, odiei, odiei.

Na verdade, este deve ser o primeiro filme no estilo de uma comédia romântica que não investe tanto no amor do casal e sim na comédia. Como perder um homem em 10 dias investe no amor do casal. Armações do Amor investe no amor do casal. Minha Mãe Quer Que eu Case investe no amor do triângulo amoroso. Proposta porém investe pouco no casal. Na verdade, em certos momentos você não sabe quando tudo é uma farsa e quando não é (sim, isso pode acontecer), porque não parece que o casal se ama. Realmente muito estranho.

Mas a atuação do casal pelo menos é boa. Na verdade nem isso eu posso dizer que é porque eu sou suspeito de falar desses dois atores. Sandra Bullock é sempre carismática em sua atuação. Nos momentos que o diretor parece querer alguma coisa forçada, Bullock o faz, porém de modo sutil. Ryan Reynolds pode ser um cara que pode crescer, tanto que já mostrou isso no filme Escola da Vida, mas nesse filme ele peca. Sim ele é engraçado no filme, mas tem uma cena, em particular, que ele peca. Na cena que ele vê o avião de Margaret indo embora (quase no final do filme) ele fala um "Não" com uma má vontade impressionante.

Olha, semana que vem (dia 10 de Julho, para ser mais exato) vai ter a estréia de dois filmes: A proposta e 17 Outra Vez. Se você precisa ir com todos as suas forças assistir um filme, assista 17 Outra Vez. Vai por mim, A proposta é um filme forçado e sem graça com boas atuações dos atores principais. 17 além de boa atuações e roteiro mais elaborado, tenta levantar algumas questões mais importantes do que uma Vovó dançando na mata.

3 comentários:

Luciano Carneiro disse...

Já foram os tempos de Harry e Sally (não só minha comédia rômantica favorita, como também um dos filmes mais engraçados da história e um dos meus filmes de cabeceira).

FELIPE G2 disse...

Eu nunca vi Harry e Sally inteiro, porque eu peguei da metade e achei chato. Mas quem sabe se eu assistir do ínicio (e que não seja dublado) eu possa gostar...

Ricardo Martins disse...

AHH, Felipe você está errado! Acho que você fico assustado ou aterrorizado com a pobre Vovó...

Mas pelo casal a química foi boa sim!
Sandra arrasa e esse filme foi a maior bilheteria de sua carreira!

Um dos melhores do ano sem dúvidas, em questão de comédia romântica só fica atrás de 500 Dias com Ela!!!

Abraço