6 de agosto de 2009

SEXTA-FEIRA 13- Jovens safadinhos e Jason quer sua mamãe

"Não é a mamãe!"

Vou aproveitar a frase de um filme para explicar o que acontece nesse Sexta-Feira 13, e, esse filme será nada mais nada menos do que Cantando Na Chuva. De acordo com a Debbie Reynolds, "Se você já viu um filme, você já viu todos". E não é que a danada estava certa? (Novidade) Sexta-Feira 13 é apenas mais um filme pipoca de serial killers e jovens liberais.


A história é a mesma de, quando mesmo? Ah! Sim, a mesma história de sempre: um grupo de adolescentes bêbados, que provavelmente estão entrando na faculdade, decidem ir para Crystal Lake. É la que mora o nosso amiginho Jason, que gosta de matar, torturar e brincar um pouco, algo que não será diferente desse novo grupo de amigos.



A sátira de Todo Mundo em Pânico é aplicada aqui com exatidão. O O filme é igual ao Massacre da Serra Elétrica e qualquer outro filme de terror com um serial killer (claro que um filme com monstros não é assim tão diferente, né Samy?). As pessoas correm, ele vai atrás, as pessoas correm mais, ele corre mais e enfia alguma coisa nas pessoas para elas morrerem (alguma arma, né? Dã). As primeira vítimas, é claro, são os impuros pecadores! Sim, os jovens que querem, vamos dizer assim, algo "picante numa cama quentinha". Já os virgens que rezam todo dia (exagero, mas tudo bem) e que nunca pensaram na palavra "sexo", sobrevivem, por um curto período de tempo.


E olha, o filme está muito bem obrigado puxado para o lado maternal. Lembra daquela menina que queria uma mamãe? Qual o nome dela? Lembrei! A Samara do Chamado 2. Olha pessoal, neste Jason aqui, o grandão também quer uma mamãe. Sim pessoas, monstros que gostam de matar pessoas também têm sentimentos, Afinal, eu também tenho!


Sexta-Feira 13 tem uma classificação digna de 18 anos, afinal o filme está perto de um filme pornográfico, só falta sair "coisas" pela tela. O filme tem tudo o que um filme pipoca precisa para atrair um público juvenil que têm por volta dos 12-16 anos: morte, sangue, sexo, mais sangue, mais sexo e mais morte. O pior mesmo é se alguém tomar um susto ou se falar que o filme é imprevisível. É mesmo, existem jovens para isso hoje em dia.

4 comentários:

Mirella Machado disse...

o Jason... caramba eu não lembro muito bem dele não, mas vou comentar assim mesmo...ah, ele é aquele que morreu no lago e coisa e tal?
Esse aí eu tenho impressão de nunca ter visto então não tenho muito o que falar, já a Samara eu tenho pena dela e ao mesmo tempo medo imagina só uma pessoa que foi morta pela própria mãe... agora imagina vc vendo vendo TV e sair uma garota toda enrugada de dentro,não seria assaz estranho?

FM disse...

É exatamente o que eu acho dos filmes do gênero.

≈ Larissa Mignon disse...

Tah acho que sou a unica pessoa aqui que tem medo de filmes de terror...

FELIPE G2 disse...

Mirella, ele mesmo. Mas sabe o que ninguém faz quando a Samara está saindo da Tv? Quebrar a mesma. Taca uma pedra que a tela quebra e ela não passa.

FM, é bom que você pense assim...

Larissa: Defina terror...