13 de outubro de 2009

FILMES RESUMIDOS NUM PARÁGRAFO II

Filmes clássicos, de ação, drama e comédia romântica, podendo ser bom ou ruim


Bem, vamos falar logos dos filmes, afinal foi para isso que vocês vieram, não? Não!? Porque você veio aqui no blog se você não quer saber de filme? Livro? Então aviso caros leitores: estou lendo Marley & Eu, e, lógico que quando eu acabar o livro eu postarei aqui no blog, como eu já fiz com outros livros. Bem, vamos aos filmes:


X-Men Origens- Wolverine: Acho que todo mundo já disse como é o filme: o filme tem várias explosões, socos, garras e ação. Adrenalina durante o filme todo? Sim, mas nenhuma coisa que tenha um roteiro bom. É o típico filme que você assiste só pela ação que existe hoje, mas eu gosto de ver esses tipos de filmes por causa dos poderes dos mutantes, principalmente a Vampira. A história fala sobre a origem do personagem Wolverine (olha só? Acho que é por isso que tem este título).


O Silêncio dos Inocente: sinto até vergonha de colocar o filme aqui, porque eu simplesmente adorei! Jodie Foster (que eu acho uma das melhores atrizes que temos hoje) está ótima! Anthony Hopkins está ótimo! Excelente roteiro e excelente direção! Todas as intrigas, pistas, mortes e tudo isso por causa de um assassino incomum, talvez nunca visto antes no cinema, ainda mais por uma causa mais estranha ainda. O filme não é apenas um clássico como também um ótimo filme de suspense e intriga! A história é sobre uma agente do FBI, Clarice (Foster), que para conseguir desvendar um caso pede ajuda ao serial killer Hannibal Lecter (Hopkins).


Adeus, Lênin: assisti o filme há muito tempo e só me lembrei dele hoje na minha sala de aula quando a professora de Geografia falou "lembra do ótimo Adeus, Lênin! ?". A classe fez aquele som de desagrado, mas eu fiquei pensando: "Foi um ótimo filme. É um ótimo filme! Eu adorei!". O modo de como a história mostra o filho, Alexander, que vive na Alemanha comunista, enganando sua mãe, acordada após um coma (o que ele pensa que foi culpa dele), para que a mesma não sofra novamente com um grande impacto: a queda do Muro de Berlim. Para isso, com a ajuda de seu amigo, Alexander monta um jornal de "brincadeira", algo que fica completamente hilário.


Eu Odeio o dia dos Namorados: a primeira direção de Nia Vardalos (que fez um roteiro muito bom em Casamento Grego) erra e escorrega feio! A atriz/diretora/roterista apela para frases repetitivas, falta de romantismo (sim, o filme é uma comédia romântica), mas pelo menos não apela para coisas forçadas, como aconteceu em A Proposta (sim, falarei desse filme até o final do ano!). A história é sobre uma mulher que termina come seus namorados após cinco encontros. Mas isso está prestes a mudar.


E isso é por tudo pessoal!

4 comentários:

FM disse...

Um parágrafo só para Silêncio dos Inocentes??

Q absurdo !!

=P

FELIPE G2 disse...

Eu sei FM, tenho vergonha disso!

Mirella Santos disse...

ah, vim falar disso também...Silêncio dos Inocentes tem que ser vários parágrafos...Os outros mereceram...

FELIPE G2 disse...

Estou envergonhado.....