31 de dezembro de 2009

MÚSICA DA SEMANA- 31/12

Estão prontos para começar tudo com o pé direito, principalmente com uma música bem gostosa de se ouvir? Espero que sim e foi por isso que escolhi essa música, que fala das coisas que acontece no ano e como que devemos tratar nossas vidas, que como diria o Chaplin, está se tornando cada vez mais robótica. Eu sei que já postei essa música, mas além de pegar uma versão diferente, essa música é excelente para trazer felicidade, do mesmo modo que um feel good movie. Com vocês pessoal...

Seasons Of Love- Rent



29 de dezembro de 2009

PRE-ESTREIA: LULA O FILHO DO BRASIL





Não sei vocês, mas toda vez que eu vejo este trailer eu fico com mais vontade de ver esse filme. Sério, quero só ver o que fizeram com a história do Lula (já começa com o pequeno Lula defendo os direitos da mãe, algo para ser bem clichê, pois ele não deve nem se lembrar disso). Provavelmente farão um filme que o público falará "ó coitado dele! Olha só quanto ele batalhou!". Resumindo: este filme é um ótimo objeto para esconder todas as cagadas que o governo Lula fez. Ok pessoal, foram os melhores anos que o Brasil teve em desenvolvimento, mas também nós estávamos na Ditadura Militar! O que podemos comparar além disso? Nada. Só agora o Brasil é um país "livre". Antes teve Imperador, aí veio a ditadura, e depois veio a Ditadura Militar, ou seja, sempre estivemos na (usando Avenida Q) merda. Sem falar que o Lula é o melhor cara visto de fora do Brasil, pois seu governo foi isso: externo. Aqui dentro as coisas das Assembléias ficam cada vez mais feias, e ele nada para fazer alguma coisa, só fica viajando de um lado para o outro.

Além de ser não gostar do socialismo (odeio socialismo. Ponto. Mas não vou começar uma Terceira Guerra Mundial por causa disso ou sair matando todas as pessoas que são socialista. Por isso que a votação foi criada: ideologia é ideologia e cada um segue a sua), já estamos cansandos de ver as pessoas pobres do Brasil no cinema. E como começa o filme do Lula? Mostrando a pobreza, lógico, para comover os companheiros brasileiros. Não sei vocês, mas este filme pode ser apenas uma ilusão de tudo que é o governo Lula, sem falar que é o filme com maior gasto que o cinema brasileiro já teve. Agora só falta assistir, para ver o que foi criado...

27 de dezembro de 2009

MÚSICA DA SEMANA- 27/12

A última música deste ano deve ser especial, não acham? Mas como decidir este fato tão importante? É tão difícil... mas vamos começar. Primeiro: tem que ser bem cult, uma que muita gente conheça. E lógico: deve ser de um filme (afinal, é o assunto mais discutido no blog) e a pessoa que for cantar deve ter uma voz bem gostosa de se ouvir. Hum... Acho que nesses requisitos eu tenho a música perfeita. Espero que vocês gostem da escolha...
OBS IMPORTANTE: Pessoal, estou indo viajar, como a maioria das pessoas esta. Mas não pense que eu esqueci dos meus leitores cuti-cuti que ficarão em suas cidades sem fazer nada. Para isso, preparei algumas postagens para vocês (como não estou aqui para colocar a enquete das músicas que vocês indicarem e votarem para Música do Público, eu postarei algumas músicas para vocês), incluindo a do Monty Phyton que estou louco para publicar. Não se preocupe pessoal, é apenas uma semana e responderei todos os comentários assim que chegar. Mas não vamos pensar nisso agora. Vamos para a música:


Somewhere Over The Rainbow- Trilha sonora do O Mágico de Oz




25 de dezembro de 2009

FILMES PARA ASSISTIR NESTE NATAL

Vocês realmente acharam que o bloguinho não falaria da data mais famosa do mundo?

Para começo de conversa pessoal: Feliz Natal (mesmo que você não seja cristão, o importante é a reunião familiar que o espírito natalino traz) e felicidades para todos! Ganharam muitos presentes? Espero que sim. Eu particularmente ganhei alguns, entre eles, um livro de cinema que meu tio e minha tia me deram chamado 10+ do cinema, no qual têm várias listas de diferentes temas (e falarei assim que acabaro livro), contendo os melhores filmes de cada tema. Claro que certas coisas eu concordo e outras discordo, mas aproveitando, com a ajuda dessa lista, e alguns filme em mente, eis aqui uma lista de filmes que você pode assistir neste Natal:

-O Estranho Mundo de Jack: se você quer traumatizar uma criança sempre que chegar o Natal, a história do esqueleto Jack, famosa até hoje, é uma mistura grandeosa do Tim Burton, junto o Dia das Bruxas com a data do Natal. Uma grande animação!


-O Grinch: embora muitos já tenham perdido a graça com o filme, eu continuo ainda firme e forte, rindo descontroladamente, de preferência na versão dublada, um milagre, vamos assim dizer, fazendo a versão dublada mais engraçada que a original.

-O Pai da Noiva I e II: uma das comédias mais inteligentes e engraçadas do Steve Martin (ainda estou com trauma do ator pós A Pantera Cor de Rosa 2), a história é sobre um pai e suas maluqices quando descobre que sua filha decide se casar. Já na continuação, o personagem de Martin descobre que sua filha está grávida, e pior, sua mulher também. Além dsa histórias serem bonitas, so filmes contam além do grande Steve com a presença da fabulosa Diane Keaton.

-A noviça rebelde: nesse ano a Globo passou o filme como fazia antigamente (mas claro, passou no Corujão, no horário mais tarde da madrugada). O musical com músicas alegres que conta a história de Maria e a família Von Trapp é muito assistida durante o Natal, graças ao bom clima do filme e belíssimas músicas, como Dó-Ré-Mi e So Long, Farewell, entre outras.


-A Vida de Brian: eu não quero falar muito sobre o filme porque farei uma postagem dedicada apenas ao grupo dos Phyton. Saiba apenas que o filme é considerado um dos melhores filmes de comédia britânico, fazendo sátira da história de Cristo, porém utilizando um personagem nem um pouco sortudo: Brian. Porém, se você é Cristão na veia, fique longe de Brian!

-Praticamente todas as animações da Pixar são deliciosamente disponíveis para a data natalina. Procurando Nemo, Mosntros S.A, Up- Altas Aventuras, Toy Story, Wall-e (que eu ganhei de Natal! Tava na promoção e deicid comprar. Minha mãe muito bondosa me deu, mas tive que esperar até hoje para abrir), Ratatouille, Os Incríveis e Vida de Inseto. Como vocês sabem eu não sou muito fã de Carros, mas se vocês gosta, coloque em sua lista!

-Uma Babá Quase Perfeita: uma das comédias mais divertidas do Robin Willians (que atualmente tem feito poucas comédias boas), conta a história de um pai que ao se separar de sua mulher, se disfarça de mulher (e babá) para poder ficar mais perto de seus filhos. Ótimo para o tema natalino.

Sei que têm muitos outros filmes para colocar, como A Paixão de Cristo, Jumanji, alguns musicais, A Fantástica Fábrica de Chocolate (antigo) outras animações, Um Conto de Natal (clássico natalino que suas já estão com seus olhos vermelhos de sangue de tanto assistir a mesma história várias vezes), mas esta lista eu prolongarei no natal do ano que vem. Até aqui já está bom, certo? Certo. Então Feliz Natal para todos!

24 de dezembro de 2009

MÚSICA DO PÚBLICO- 24/10 (ÚLTIMA DE 2009)

"Mais um ano se passou. E agora nós descobriremos qual é a última música do público do ano. Vai Felipe! Fala logo! Estou curioso! Essas minhas barbas brancas não conseguem suportar o mistério!"

Oh! Também estou bem triste meus leitores cuti-cuti (meu! O Marcelo Tas não foi no programa do CQC segunda! Não teve muita graça sem ele), e, como alguns aqui devem saber, esta é a última música do público deste ano (entendam, eu não estarei aqui dia 31 para ver as mais votadas de vocês e escolher. Para onde vou simplesmente não tem internet. Na verdade tem, mas não tem como eu acessar. Só se você quiser me dar um notebook ou um ipod com internet sem fio. E claro: eu ficarei bem feliz pelo presente. Mas não se preocupem: ainda terá músicas pela semana e ainda postarei, só não poderei responder os comentários até dia 4 ou 5).

E umas coisas antes da música. Muitos de vocês fizeram a maior revoltada contra mim na música passada (risos), e decidiram indicar as mesmas músicas (ok isso pode fazer sem revolta, normal), outros falaram que os odiava e depois outros foram no embalo dos que falaram que eu odiava. Resumindo: falaram que eu odeio todo mundo. Pessoal, como eu teria um blog se eu odiasse todo mundo? Simplesmente não dá. E o que seria o blog sem vocês? Nada. Para sua música ser escolhida tudo depende de duas coisas: se ela é boa e com quem está competindo. É simples assim!

Mas vamos para a última música do público que eu quero fechar este ano com chave de ouro. Por muita coincidência, a música vencedora é de... um filme (dã, todas são). Por coincidência, a música escolhida foi uma das mais votadas (dã novamente). E agora a informação mais importante: a música é do musical Chicago, com a Catherine Zeta-Jones, que ganhou o Oscar pelo filme, e, o filme ainda ganhou Oscar de Melhor Filme e outros (finalmente uma informação útil, não?), e, foi a música mais votada (outra coincidência). Pessoal... Eis aqui Chicago!

Cell Block Tango- Chicago



22 de dezembro de 2009

DREAMGIRLS- Grandes atuações, grandes vozes, mas pouca história

Com essas roupas elas não lembram as musas do clássico Disney Hércules?


É impressionante! Sim, estou reclamando, mais uma vez. É engraçado como alguns filmes musicais que possuem apenas uma letra no título original, quando chegam ao Brasil, recebem um "Em busca" de alguma coisa para dar um "algo a mais". Hairspray em inglês é apenas Hairspray, mas no título brasileiro é Hairspray: Em Busca da Fama. E o filme Dreamgirls, que também é somente Dreamgirls, recebeu o título Dreamgirls- Em Busca de um Sonho. Mas deixa eu calar minha boca tagarela e falar sobre Dreamgirls (e somente, Dreamgirls).


A história é sobre um trio de mulheres cantoras afro-americanas, composto por Denna, Effie e Lorell, chamdo The Dreamettes. As coisas ficam piorando cada vez que o grupo fica chegando cada vez mai perto do sucesso. E como sabemos, o sucesso leva muitas pessoas à ganancia, o que acaba acontecendo com Curtis, o empresário da banda, e com Effie. Effie sempre foi a voz principal da banda, mas com o passar do tempo, Denna foi escolhida como cantora principal, pois ela 'é" o que vende. O grupo fica mais ácido, e Curtis substituí Effie quando a mesma acaba de descobrir que está grávida de um bebê dele (mas com raiva, não conta nada para ele). Agora, basta saber o que acontecerá com Effie e com o resto das Dreamettes até o final da película (ficou com água na boca? Que bom!).


Da primeira vez que eu assisti Dreamgirls eu tinha achado o filme muito bom! Depois assisti no Telecine (ALERTA! PROPAGANDA DETECTADA! [Agora teria uma onomatopéia referente às sirenes, mas não sei como escreve]) e achei bom. Agora, assistindo pela terceira vez, vejo que o filme é bom, mas é muito triste para um musical (tendo muitas músicas pesadas, sem esperança alguma, e ainda num ritmo triste) e que são raras as músicas que podem ficar na cabeça das pessoas (eu fiz um teste: assim que acabei de ver o filme, fiquei jogando videogame. Apenas algumas músicas ficaram na minha cabeça, sendo a maioria cantada pela Jennifer Hudson).


E aproveitando, vamos falar da Jennifer Hudson, da Beyónce e do resto do elenco. Pessoal, a Jennifer está perfeita como Effie! Muitos podem pensar que ela parece metida no papel, mas pessoal, se você pega apenas as falas, você descobre que Effie é metida mesmo! Sem falar que a voz da Jennifer é uma das poucas vozes que consegue ser forte e aguda (e eu simplesmente adoro esse tipo de voz). E eu não acho diferente o caso da atuação da Beyónce. Muitas pessoas massacraram a atuação dela, mas eu acho que ela também está muito bem em seu papel como Denna, assim como sua voz (mais calma, mas ainda com a mesma qualidade). Agora a maior surpresa de Dreamgirls é a atuação de Eddie Murphy. Muitas pessoas pensaram: "O que ele faz ali?". E eu respondo: "Sendo um bom ator uma vez na sua vida". Afinal, se formos pegar a carreira de Murphy, a maioria de seus filmes são nada mais nada menos do que besteiróis. E eu não gostei nem um pouco da atuação do Jamie Foxx como empresário. Se você assisti Ray e logo em seguida assisti Dreamgirls, Foxx simplesmente parece estranho de se ver.


E se tem uma coisa que eu não gosto de Dreamgirls (e em Ray e vários outros filme) é o protesto "filmes-ante-branquelos-cara-pálida". Já viram esse tipo de filme que não aparece nenhuma pessoa branca para mostrar que os negros também fazem parte da sociedade cinematográfica? Imaginei. Odeio esse tipo de filme. Por isso que adoro Hairspray: pois todos devem ser iguais, logo, a quantidade de negros deve ser a mesma de brancos! Oh! Que novidade! Mas do mesmo modo que odeio os filmes que só aparecem negros, também acho uma sacanagem não colocarem negros em algumas produções, sem falar que as pessoas reparam mais quando tem apenas uma pessoa negra, do que simplesmente não ter nenhuma. Por exemplo (e ainda usando uma pessoa do elenco de Dream): o filme Sex And The City. Só tem a Jennifer Hudson de negra.
Mas isso é apenas um detalhe. Sabe por quê? Se fosse assim, todo filme teria que ter um indio, uma pessoa latina, uma pessoa negra, chinesa, japonesa, deficientes (e continua no próximo episódio...).


Sendo assim, Dreamgirls é um bom musical para se ver, mas ao contrário dos demais musicais, a história começa a pesar um pouco depois que você vê o filme mais de uma vez. Mas se você ainda não viu, assista! Provavelmente você vai adorar (como eu ainda adoro) a Jennifer Hudson cantando And I'm Telling You, a Beyónce cantando Dreamgirls, e, uma das músicas mais viciantes do filme, com a voz do Eddie Murphy: Caddilac Car. Fiquei com vontade de ouvir essas músicas, mas (como escrevi essa postagem às sete da manhã) acho que meus pais não iriam ter gostado nenhum pouco.

21 de dezembro de 2009

FILMES RESUMINDOS NUM PARÁGRAFO 6- De clássicos até... Bem, até!

O que será que esse moleque escreveu agora?

Janela Indiscreta é mais um (dos tantos) filme do "gordinho do suspense", Alfred Hitchcook, que muitos adoram na veia. A história é sobre um fotógrafo que começa a espionar seus vizinhos e descobre que um deles na verdade é um assassino.
O filme é meio lento em sua primeira hora, porque o Hitch fica mostrando para nós as atividades de cada vizinho, como se estivéssemos lá (o que para alguns é uma grande cena, para outros pode ser um pouco de tédio. Mas ninguém pode negar: o estúdio é simplesmente uma grande obra! uma pequena cidade a lá Hitchcook). Porém, assim que a Grace Kelly participa da investigação o filme fica muito bom! Cheio de suspense, trama e empolgação. É nesse momento que realmente os espectadores entram no clima (se já não estavam). E para os interessados: assisita primeiro aos extras antes de assitir ao filme, o que torna o mesmo mais interessante.
Curiosidade: O filme estrelado pelo Shia LaBeouf, Paranóia, um filme produzido pelo meu amigo Spielberg, tem as mesma ideias que Janela Indiscreta.

Agora indo mais para ação, o filme G.I Joe lançou recentemnte em DVD, e, minha irmã louca por ação decidiu alguar. E eu comecei a ver o filme até a metade. Depois peguei o notebook e fiquei vendo de relançe. Além da história ser chata, os efeitos capengam em certos momentos, tanto que até minha irmã disse "que areia falsa!". E é verdade, em certos momentos, G.I fica com gráficos óbvios de computador, como se o dinheiro tivesse acabado e eles simplesmente improvisaram com o que tinham. Sem falar que o ator principal é h-o-r-r-í-v-e-l! A única coisa que vale a pena é a surpresa com o ator de (500) Dias Com Ela. Mas o que poderíamos esperar de um filme que se baseia numa linha de bonecos? O filme de Thunderbirds (que se baseia numa série, baseada nos bonecos) também é horrível, mas o antigo desenho com os bonecos era bem legal...
Resumindo: cuidado com G.I Joe. Quer ação deste ano? Alugue Star Trek!

E agora: comédia romântica. As minha adoravéis ex- namoradas é uma comédia bem divertida para assistir neste Natal. Sabe por que? Porque a história se baseia no Christmans Carol (o conto famoso do Charles Dickens do Sr. Scrooge), só que acontece uma mudança: os fantasmas são as ex-namoradas do Mathew McConaughey que mostram para ele que não é bacana ficar sozinho, ser arrogante e arrasar com a vida dos outros. O único problema do filme seria a cama (mal feita) e o pai da noiva, o resto é uma comédia romântica bem divertida para se assistir.

E uma novidade que poucas pessoas conhecem: Férias de Verão (mais conhecido pelos desconhecidos como Adventureland) é uma comédia sobre um rapaz que começa a trabalhar num parque de diversões, já que sua família está sem dinheiro para bancar sua faculdade. Nisso o menino passa do momento da adolescência para o mundo. O filme é bem no estilo de Superbad (afinal é do mesmo diretor), engraçado, não exagerado e com algumas falas bem inteligentes, embora o final possa não agradar à todos (um exemplo? Minha irmã). E para os fãs de Creps, a Kristen Stewart está no filme e pessoal, é a primeira vez que ela não fica vesga! Aleluia senhor! A Kristen ouviu minhas preçes (e de meio mundo, talvez).
E aqui que seria a parte de Stardust, se tornará numa só postagem. Aguardem... (num blog pertinho de você!).

20 de dezembro de 2009

MÚSICA DA SEMANA- 20/12

Posso ainda não ter melhorado 90%, mas promessa é promessa, ou melhor, blog é blog, um vicío incurável o qual eu amo (agora tente explicar isso para minha mãe ou para o meu pai), sendo assim, eu nunca poderia não postar a música dessa semana. E para comemorar esse final de ano, o primeiro ano vivo do blog, e claro, vocês caros leitores eis eu aqui sentado, dedicando essa música á vocês. Pensem que sou eu que estou cantando a música para vocês (mas é melhor ouvir a voz do pessoal que está cantando. A minha causa dores incuráveis que até hoje o Ministério da Saúde adverte...). Espero que vocês gostem!
INDIQUEM A MÚSICA DESSA SEMANA!
My Life Would Suck Without You- Glee Cast


18 de dezembro de 2009

GLOBO DE OURO 2010- SEGUNDA PARTE: TELEVISÃO

Até nós fomos indicados!

Melhor Série de TV (Drama)
Big Love
Dexter
House M. D.
Mad Men
True Blood

Nunca assisti True Blood (yo no tengo HBO, mas tenho certa curiosidade sobre a série), sempre quis assistir Dexter, mas sempre me desanimo e assisti apenas alguns capítulos da primeira temporada de Big Love , e não achei essas coisas. Então meu escolhido é nada mais nada menos do que House, com o grande médico sarcástico que todos adoram.

Melhor Série de TV (Musical ou Comédia)
Entourage
Glee
The Office
Mordern Family
30 Rock


assisti The Office e 30 Rock e ambos conseguem tirar uma risadinha aqui e ali (embora nos EUA sejam grande sucessos. Mas sabem como os americanos são exagerados, não? Exemplo do ano: Atividade Paranormal). Então minha decisão é mais do que óbvia: Glee (aposto que quem assisti acabou de cantar Don't Stop Beliveing quando escrevi Glee), que é uma das séries mais diferentes que existe (sim, existem clchês, mas você conhece outra série musical? Neste caso me apresente (mas não vale nem Disney nem Muppets!)


Melhor Ator em Série de TV (Comédia ou Musical)
Alec Baldwin, por 30 Rock
Steve Carell, por The Office
David Duchovny, por Californication
Thomas Jane, por Hung
Matthew Morrison, por Glee


Muitos de vocês (ou não) devem conhecer o Alec Baldwin de Os Fantasmas se Divertem, mas hoje o cara está meio sumido no cinema, fazendo alguns trabalhos aqui e ali. Mas ele está bastante presente em seriados, tanto que ele é um dos atores principais de 30 Rock. E essa história também vale para o David Duchovny (Arquivo-X? Sou o único que se lembra dele?), que está fazendo o seriado Californication (o qual não vejo ninguém assistindo). mas os dois já não são o que eram, então eu fico com Matthew Morrinson por Glee (Embora eu saiba que ele não vai ganhar)!


Melhor Ator em Série de TV (Drama)
Simon Baker, por The Mentalist
Michael C. Hall, por Dexter
Jon Hamm, por Mad Men
Hugh Laurie, por House M. D.
Bill Paxton, por Big Love


Nesta eu serei bem simples porque a atução do cara é simplesmente uma coisa de gênio. Este é o Hugh Laurie em House! E eu já tentei pessoal, mas eu simplesmente não consigo assistir The Mentalist. Primeiro que eu não gosto de filmes policiais (exceções existem, como O Colecionador de Ossos e Os Infiltrados), uma série então (ok, essa não existe exceção).


Melhor Atriz em Série de TV (Comédia ou Musical)
Toni Collette, por United States of Tara
Courteney Cox, por Cougar Town
Edie Falco, por Nurse Jackie
Tina Fey, por 30 Rock
Lea Michele, por Glee

Eu gosto bastante da Tina Fey, já que ela é a única personagem que me faz rir em 30 Rock, mas acho que o empenho e o talento, na voz e na atuação, da Lea Michele em Glee deveria ser recompensada. Mas aposto nas duas, já que a Tina Fey não para de ganhar prêmios por 30 Rock até hoje.


Melhor Atriz Coadjuvante em Série, Minissérie ou Filme Produzido Para a TV
Rose Byrne, por Damages
Jane Adams, por Hung
Jane Lynch, por Glee
Janet McTeer, por Into the Storm
Chlöe Sevigny, por Big Love

Eu já adorava a Jane Lynch antes mesmo dela fazer o papel de Sue Sylvester em Glee. Para os que não sabem, ele já apareceu em alguns episódios de Two and a Half Men (hilária como sempre), já fez alguns filmes, e, neste ano, além de participar de Glee, a atriz participou do filme Julie & Julia, me deixando tão feliz por ela ter aparecido num filme de peso... Eu fico com ela (na indicação, claro).


CONCLUSÕES


Maior injustiça até o momento? Almodóvar não ter sido indicado como melhor diretor em Abraços Partidos. Claro que eu estou torçendo por Tarantino, mas a presença do diretor espanhol seria importante para mostrar as diversidade dos filmes. A não-indicação da Amy Adams também foi uma surpresa e a indicação da Sandra Bullock foi algo simplesmente vergonhoso. Se fosse por seu outro filme que todo mundo tá falando que ela está bem, ok, mas por A proposta? Eca!

E não consegui acreditar que Glee foi indicado por tantas categorias. Se eles ganhassem seria uma grande propaganda para a série (sem falar na possibilidade da segunda temporada, que está quase confirmada).

GLOBO DE OURO 2010- PRIMEIRA PARTE: CINEMA

Se preparem que estou chegando!

Os indicados para o Globo de Ouro já foram anunciados (muitos de vocês já devem saber disso) e pessoal, eu vou postar aquilo que eu posso comentar, ok? Afinal, não adianta eu comentar sobre os melhores atores ou atrizes coadjuvantes de uma minissérie que eu nunca vi na minha vida e que não passará no Brasil nem que a vaca tussa. Mas chega de papo. Vamos começar?

Melhor Filme (Drama)
Avatar
Preciosa- Uma História de Esperanças
Amor Sem Escalas
Guerra ao Terror

Na minha modesta opinião? Lógico que eu escolheria Bastarods Inglórios, mas tenho minhas dúvidas. Se os ingleses forem iguais aos americanos, Bastardos está ferrado. Os americanos simplesmente abominam qualquer filme que não fale inglês (o que é transformado em piada pelo próprio Bastardos). E claro que Avatar está fortemente competindo. Faz muito tempo que o James Cameron não faz um filme e se ele ganhasse um prêmio logo que fez seu primeiro filmes em anos, seria um escândalo positivo para o diretor e para o filme. Mas ainda conto com Bastardos.

Melhor filme Comédia ou Musical
Nine
Simplesmente Complicado


Mal posso esperar para ver Nine, mas vou analisar a lista pelos filmes que vi até agora. Se Beber não Case tem muitas chances de ganhar. Os críticos adoraram! Tanto que alguns falaram que é a melhor comédia da década. Exagero? Acertou em cheio! Se Beber, Não Case não me fez rir nem meus amigos quando fomos assistir. Agora, 500 e Julie & Julia serião os meus primeiros, embora eu acabasse escolhendo (500) Dias com Ela, por ser diferente de todas as comédias românticas que são lançadas ultimamente, mas também gosto da deliciosa comédia que é Julie & Julia. Quem será que vai ganhar? Eu não sei (suspense no ar! Uhuhu!).
OBS: Infelizmente não posso comentar nada sobre os indicados para Melhor Atriz (Drama) e Melhor Ator (Drama). Não assisti nenhum desses filmes (talvez porque não tenham chegado aqui ainda, não sei). Mas vamos continuar a lista....

Melhor Ator (Musical ou Comédia)
Daniel Day-Lewis, por Nine
Matt Damon, por O Desinformante
Robert Downey Jr., por Sherlock Holmes
Joseph Gordon-Levitt, por (500) Dias com Ela
Michael Stuhlbarg, por Um Homem Sério

Como vocês podem ver, mais uma vez estou encurralado. A única pesoa que eu vi no cinema este ano foi o Joseph em 500. O Sherlock Holmes ainda não lançou (pelo menos por aqui que eu saiba), mas estou muito ansioso para assistir, e, se o Robert Downney (não o Pattinson) está concorrendo pelo filme, já é um bom sinal. E quem sabe Nine possa ganhar também? Tantos filmes concorrendo e nada visto.
.
Melhor Atriz (Musical ou Comédia)
Meryl Streep, por Julie &Julia
Sandra Bullock, por A Proposta
Marion Cotillard, por
Nine
Julia Roberts, por
Duplicidade
Meryl Streep, por Simplesmente Complicado

Existe alguma dúvida? Meryl certeza! E cadê a Amy Adams? A garota está excelente em Julie e Julia e consegue perder uma vaga por causa da Sandra Bullock por A proposta (até ela ficou assusada nessa foto pela indicação)? Alguém tira essa mulher daí e coloca a Amy! A Proposta foi simplesmente O pior filme (levado a sério) do ano! E cadê a Zooey Deschanel por (500) Dias com ela? Estas indicações foram mal elaboradas, em minha modesta opinião.

Melhor Ator Coadjuvante
Matt Damon, por Invictus

Christopher Plummer, por
The Last Station

Woody Harrelson, por
The Messenger

Stanley Tucci, por
Um Olhar no Paraíso

Christoph Waltz, por
Bastardos Inglórios


Esse está muito fácil: Cristoph Waltz por Bastardos. Para quem ainda não assistiu o filme, saiba que este cara está sencional! A atuação mais divertida do melhor filme de 2009. Exagero de minha parte? Acho que não. Li outras crítica com todo mundo elogiando o cara. Ele merece! E olha só! O capitão de A Noviça Rebelde também foi indicado! Será que este filme com o Christopher Plummer é bom?


Melhor Atriz Coadjuvante
Mo'Nique, por Preciosa - Uma História de Esperança

Julianne Moore, por
A Single Man

Anna Kendrick, por Amor Sem Escalas

Vera Farmiga, por Amor Sem Escalas
Penélope Cruz, por
Nine


Não vi nenhuma dessas atuãções, mas gostaria que a Penélope Cruz ganhasse. Uma mulher, espanhola, ganhando um grande prêmio? Nada melhor para mostrar para os gringos que nós latinos somos feitos de ferro (sem falar que essa indicação deve valer por Abraços Partidos. Eles preferem dar para ela o prêmio por um filme americano do que por um filme espanhol [lembra da Kate Winslet que estava entre Foi Apenas um Sonho e O Leitor? O mesmo caso, causas diferentes)! Mas eu ficaria bem feliz se a Diane Kruger concorrese por seu papel em Bastardos. Além de estar sexy, a atriz está ótima!


Melhor Diretor
Jason Rietman, por Amor sem Escalas

James Cameron, por
Avatar

Quentin Tarantino, por
Bastardos Inglórios

Clint Eastwood, por
Invictus

Kathryn Bigelow,
Guerra ao Terror

Agora será uma questão de análise: normalmente quando um indicado à Melhor Filme acaba ganhando, o diretor do mesmo filme acaba ganhando o prêmio de melhor diretor. Claro que existem exceções e eu adoraria que isso acontecesse caso Avatar ganhasse de melhor filme e Tarantino gahasse por diretor (mas eu acho que o Taranta merece tudo, não?).


Melhor Roteiro
Distrito 9

Simplesmente Complicado

Amor Sem Escalas

Bastardos Inglórios

Guerra ao Terror
Sinto falta de (500) Dias com Ela nesta lista. Mas entre os escolhidos: Bastardos na veia! Sem falar que ouvi muitas pessoas falarem mal desse Distrito 9 (enquanto eu prefiro não arriscar).

Melhor Animação
Up- Altas Aventuas

Tá Chovendo Hambúrguer
Coraline e o Mundo Secreto
A Princesa e o Sapo

O Fantástico Sr. Raposo

Eu assiti Coraline (gostei da segunda parte, mas achei a primeira bem lenta e chata) e assisti A Princesa e o Sapo, mas estou sentado querendo que Up ganhe. Up também deveria estar sendo indicado para Melhor Filme, para mostrar que muitas animações consegue ser mais atraentes e mais comoventes do que uma comédia romântica qualquer (A prospota, cof cof)...


Pessoal, a segunda parte sai ainda hoje! E postem os indicados de vocês!