6 de janeiro de 2010

DOIS FILMES BONS E ESTRANHOS (OU MELHOR, FILMES "CABEÇA")

Se isso fosse verdade, o mundo seria uma beleza bizarra

vou avisando: se você não está afim de pensar, nem precisa ver estes dois filmes "cabeça", os quais você tem que prestar muita atenção para tentar entender alguma coisa ou não perder nada. Se você também quiser ver um filme com total sentido, também não veja esses (nem 2001: Uma Odisséia No Espaço, o filme mais viajado já feito). Não sabe de que filmes estou falando? Lógico que não! Eu ainda não digitei! (dã). Os filmes são duas comédias que eu peguei na locadora. O primeiro que assisti foi Quero Ser John Malkovich e o segundo é o famoso filme francês O Fabuloso Destino de Amelie Poulain.


Quero ser John Malkovich até hoje tem seus fãs e seus "odiadores". A história é sobe um homem, Craig, que descobre uma porta em seu escritório de trabalho (detalhe: ele trabalha no andar 7 e meio. Sabe como? O andar dele fica entre o sétimo e o oitavo andar. Bizzaro, mas engraçado). Passando por essa porta a pessoa fica durante 15 minutos dentro da cabeça do famoso ator John Malkovich e depois dos 15 minutos é jogada na estrada. Desse modo, Craig e sua companheira de trabalho, Maxine, decidem vender ingressos para as pessoas serem Malkovich por 15 minutos, valendo cada ingresso 200 dólares.
Até este ponto o filme parece bem fácil de se imaginar, não? Mas não é. Além disso Malkovich tem tantas reviravoltas que é um dos filmes que você tem mais dificuldade de descobrir um possível final. Sem falar na mentalidade frágil dos personagens. A personagem Lotte (a namorada do Craig) quando passa pela primeira vez pela mente de Malkovich decidi que quer virar transexual, depois decidi que está apaixonada por Maxine, e cada vez que ela passa pelo corpo de Malkovich, outra reviravolta acontece. Simplesmente um filme bemmmmmmmm ( com oito "ms") bizarro, e eu gostei, achei bem engraçado. Mas cuidado! Este é um filme que como eu disse antes tem muitos fãs e muitos "odiadores".


Agora, quando assisti pela primeira vez O Fabuloso Destino de Amelie Poulain (quando eu tinha por volta dos meus dez anos) eu não tinha gostado nenhum pouco. Agora, um pouco mais grandinho (seis anos depois...) assisti o filme novamente e agora eu gostei ( ou mais ou menos isso). A história é sobre a trágica e cômica vida de Amelie, uma menina que quando era bem pequena nunca recebeu carinho do pai nem da mãe (que tem uma morte cômica e trágica ao mesmo tempo). Agora crescida, Amelie decidi ajudar todas as pessoas ao seu redor, mas descobre que ainda falta descobrir uma cosia: o amor verdadeiro.

A fotografia do filme é belíssima! Sempre fico fascinado por filmes que contenham cores bem vivas (um exemplo disso são os filmes do Almodóvar) e Poulain tem muito disso. Sem falar no modo que a história é contada pela narração (o que me lembrou muito a série que eu tanto amava: Pushing Daisies), além é claro das falas (mas novamente: não gosto quando o protagonista fala com o público nem em Poulain nem no filme Violência Gratuita). Sem falar que o título do filme está errado. Sabe por que? Você fica esperando o "destino" de Amelie, mas nada acontece. Dá uma angústia que olhe lá! O título deveria ser outro, mas é como dizem: não julge um livro pela capa. Se formos julgar o "destino" como o fato de Amelie ter entregue uma caixa para um anitgo morador de seu prédio, que fica comovido quando vê a caixinha, o filme simplesmente acaba em 30 minutos e o resto seria "enrolação". Mas eu gosto de filmes estranhos e eu gostei da personagem de Amelie, mas achei que faltou alguma coisa na história. Será que eu estava esperando alguma coisa ainda mais bizarra ou algum momento de suspense em Amelie? Não sei! Vi tanto filme bizarro que poderia entrar até para os Momentos Bizarros da vida. Mas se você é que nem eu e gosta de coisas bizarras, assista ambos!

10 comentários:

FM disse...

John Malkovich eu nunca vi, mas sempre tive curiosidade para ver.

Agora Amelie... É fantástico !! Lembro que assisti pela primeira vez no curso de francês e saí da aula direto para as Americanas para comprar o DVD.

Não acho que seja um filme "cabeça". É sim uma leitura diferente, fora dos padrões, mas é bem leve.

A fotografia é realmente fantástica !! É quase uma personagem do filme.

E sobre o título... Acredito que esse "destino" se refira ao que aconteceu com ela... À sina dela e não a algo que estaria destinada a acontecer. Como se a gente terminasse de assistir e falasse: Esse foi o destino dela. Mas eu tb não daria esse título ao filme.

Jardel Nunes disse...

Podem me jogar os tomates, pois nunca assisti Amelie Pompain... isso é muito grave??

Mas Quero ser John Malkovich é um dos filmes mais legais que eu já vi, e totalmente "cabeça" e bizarro... e as atuações são brilhantes! Adoro o filme... Fantástico.

Cristiano Contreiras disse...

Sua abordagem sempre criativa, tem um modo único e peculiar de conceber seus posts.

Adoro Quero ser John Malkovich.

abraço

Felipe Guimarães disse...

FM, você fez curso de francês? Que legal! Sempre quis fazer! Quero fazer dois cursos: espanhol e francês (inglês já tô quase no fim). Mas é esse o problema dos dois filmes: muitas pessoas não gostam de filmes diferentes, gostam de uma coisa padrão, tipo terror: susto, drama: chorar, comédia: cagar até feder, tipo isso.
É, esse "destino" de Poualin me foi meio confuso...

Jardel, relaxa, eu só assisti o filme essa semana, então pode ficar aliviado.
Malkovich é bem engraçado se você assiste inteiro. Se você pega da metade você ollha e fala "Que porra é essa" (reação dos meus pais e da minha irmã quando viram o andar sete e meio).

Cristiano, muito obrigado. Não sei se você percebeu, mas eu normalmente posto no seu blog nos filmes que já vi (é que são tantos membros e tantos coméntarios que nem sei se você consegue achar o meu. Nem eu acho o meu!).

Mirella Santos disse...

Oi Felipe, vim avisar você que seu blog ganhou um selo lá do CN12, agora é só passar por lá pra pegar.


Já falando sobre os filmes...Bem, eu concluir que não sou cabeça mesmo, afinal não vi nenhum, mas a história de Quero ser John Malkovich é interessante

Felipe Guimarães disse...

Mirella, estarei indo lá em breve. Agora estou lotado de coisas para fazer, ver, ler, jogar, ouvir, mas eu prometo que vou! Assista os filmes e depois me fale o que você achou!

Ricardo Martins disse...

Esses filmes psicológicos....
Quero ser John Malkovich vi há uns sei lá, 6 ou 7 anos! Não me lembro muito bem, somente da cena em que entram em um buraco na parede!

Amelie nunca me interessei, mas um dia verei...

Abraço

Felipe Guimarães disse...

Ricardo, reveja Malkovich, assista Poulain e depois me diga o que você achou!

Eimy disse...

Felipe,
acho que o "estranho" no filme Amelie foi o final FELIZ e COMUM que nós vemos em qualquer outro filme romantico...adorei o filme mas tbm esperava algo mais BIZARRO, como voce diz!

Fiquei curiosa pra assistir John Malkovich...

Felipe Guimarães disse...

Eimy, pode ser. E se você gosta de filmes bizarros, assista Quero Ser John Malkovich...