15 de janeiro de 2010

SHERLOCK HOLMES- Tantos acertos para um erro: o diretor

Será que ele também vai nos culpar?


Vocês sabem quem é o Guy Ritchie? Ele não é um diretor muito famoso nem nada, sendo RocknRolla, talvez seu filme mais famoso. Ele é mais "famoso" por ter se casado com a Madonna, embora eles tenham se separado. E Ritchie foi encaregado para trazer um grande clássico da litearatura de volta para as telas do cinema: Sherlock Holmes. E entenda uma cosia: nunca vi ou li alguma coisa do Sherlock (além do papel criado no filme Bater ou Correr em Londres), sendo assim, considere isto uma primeira viagem dentro deste mundo.

A história começa já com Sherlock e Watson resolvendo um caso contra o assassino Lorde Blackwood, este sendo detido, preso e enforcado. Após três meses do fim do caso, se descobre que o túmulo de Blackwood foi violado e que o mesmo não está dentro do caixão, sendo assim ele é considerado como um "ressucitado" (além do fato de uma testemunha ter visto o próprio andando). Agora Sherlock e Watson têm que voltar ao caso e tentar descobrir o que aconteceu com o homem que está causando tanto caos em Londres.

As atuações estão muito boas. Eu sempre achei o Robert Downey Jr. meio difícil de se decifrar. Por quê? Bem, eu não sou um admirador de Homem de Ferro (já que no final [desculpe estragar o final do filme] ele confessa que é o Homem de Ferro, ou seja, perde toda o "clima" de ser super-herói: se esconder de todos. Sendo assim, não sou um grande admirador da película), muito menos em seu papel em Trovão Tropical, mas gostei dele como o famoso detetive (principalmente pelo fato dele ser meio maluco. Adoro gênios malucos).
o Jude Law (como Watson) sempre gostei, seja em A.I, seja em Closer ou a comédia romântica O Amor não tira Férias, ele sempre esteve bem e sempre escolheu bons roteiros e personagens, e não fez feio em no papel do fiel escudeiro do detetive.
O mesmo vale para a Rachel McAdams (como Irene): sempre a vi bem, sendo no suspense Voo Noturno ou na comédia adolescente Meninas Malvadas, mas seu melhor papel sem dúvida foi em Diários de uma Paixão. Mas continuemos falando de Holmes...

Sendo assim, Sherlock tinha tudo para ser excelente, certo? Sem falar que a história segue o mesmo ritmo de O Código da Vinci, Anjos e Demônios, A Lenda do Tesouro Perdido, House; uma ação engraçada como as lutas de filmes de Jackie Chan, como por exemplo Bater ou Correr (em Londres), e, uma fotografia também muito boa (lembra um pouco Austrália e Sweeney Todd). Então qual o problema de Sherlock? Simples: o diretor. Ele não sabe o que fazer com tudo isso. Ele não sabe quando deve usar a câmera lenta (fracassa terrivelmente), não sabe qual clima dar em certos momentos (e em certos momentos, quebra completamente o clima), seja suspense, comédia, romance, ação, etc. E uma dica para ele: nunca coloque a câmera de ponta cabeça, pois os espectadores (nós) simplesmente perdemos todo a visão do que poderíamos ver, olha só! Se a câmera estivesse normal!

Se você quer fugir de Lua Nova, já assistiu Avatar (ou está tentando, porque todas as salas parecem estar esgotadas), não quer assistir nem ferrando o filme do Lula, nem Alvin e os Esquilos 2, e pretende assistir um filme de ação, eis que eu te sugiro o filme um divertido e bom detetive: Sherlock. Mesmo com alguns erros do diretor (quem podem passar por muitos despercebidos), podemos nos divertir com a película (claro, se você odeia ação depois não vem reclamar que não gostou). Agora tenho que esperar dia 21 para outro filme de ação: Avatar.

7 comentários:

Jardel Nunes disse...

Não assisti RocknRolla ainda, mas duvido que seja o melhor do Guy Rithie... Você já olhou "Snatch" e "Jogos, Trapaças"? São filmes fantásticos... mas talvez não seja o seu tipo de filme.

Não estou aqui para defender o diretor, até acredito que ele tenha feito burradas em Sherlock, pois ele nunca tinha feito um grande filme...

Quanto ao Homem de Ferro, nas histórias em quadrinhos, a identidade secreta dele sempre foi aberta ao público. Todo mundo sabe que é Tony Stark... E eu gosto de Kirk Lazarus, o papel de Downey Jr em Trovão Tropical.

Lua Nova eu não vou assistir... Avatar, Lula e Alvin 2 eu já vi... acho que vou ir assistir Sherlock, estou bem curioso com o filme, e espero não me decepcinar... muito.. hehe

Teu texto tá muito legal, Abraço

Luciano Carneiro disse...

Assim que chegar em SP vou ver. Ah, os mais famosos do Guy Ritchie (que é um diretor bem badalado sim) sao Jogos, Trapacas e Dois Canos Fumegantes, seu filme de estreia, e Snatch, hoje já um cult. O trailer parece ter tanta acao, né? Nao tem muito a cara do Sherlock. Aliás, Guy Ritchie nao tem cara de Sherlock. Mas vou ver.

kah disse...

Exatamente! O filme extremamente mal comandado, mas diverte... apenas isso!

http://cinemaemdvd.blogspot.com/

FM disse...

Luciano, tb achei q o excesso de ação fosse prejudicar o clima de Sherlock Holmes, mas eu achei q estava na medida certa. Mesmo pq o filme apresenta um Holmes mais jovens que dos contos (pelo menos dos que eu li) na época q ele ainda praticava o pugilismo.

E Felipe, eu gostei muito do filme. Achei as cenas em câmera lenta necessárias para a gente poder acompanhar o raciocínio rápido do Holmes. Em câmera normal a lógica dedutiva dele na hora de uma luta nuca poderia ser acompanhada. A cena de explosão em slow me causou estranheza no início, mas depois percebi o efeito q ela causou no público e vi q não poderia ser de outro jeito.

Já a cena de cabeça para baixo... Aquilo foi gratuito mesmo =P Foi só o diretor fazendo uma graça, mas não acho q tenha prejudicado em nada.

E sim, concordo com as atuações. Todas elas estavam ótimas. Holmes e Watson eram praticamente House e Wilson... hauhaaha. Eu adorei.

Não conhecia o Guy Ritchie como diretor (só mesmo como ex da Madonna) mas gostei do trabalho dele em Holmes.

Você sabe se é ele quem vai fazer a sequência?

Ricardo Martins disse...

Nunca gostei de ver os filmes de Robert Downey Jr., é um ator que não vejo nada de extraordinário! Mas quero ver Trovão Tropical!

Sherlock Holmes, nunca conheci a sua história, somente seu famoso nome!

Guy Ricthie como diretor não conheço muito. Mas Destino Insólito (dele e com a ex Madonna) é um dos piores filmes da história.

Enfim é difícil me interessar por esse filme, mas quem sabe não seja uma surpresa! Um Holmes (pop)!

Abraço

Amanda disse...

aaaaaaaaaaa esse filme é ótimo! principalmente com comentarios de Karen Saraiva :P

Felipe Guimarães disse...

Jardel, tb não assisti RocknRolla e nem tenho vontade. Esses filmes só descobri agora dele, mas vou tentar assistir (se chegar a vontade).
Jardel, se for assim, nem das histórias do Homem de Ferro eu gosto. Sei lá, o vilão sempre fala sua identidade e o lado bom do super-herói é que ele salva todo mundo e mantém sua identidade secreta. Já o HDF não.

Luciano, bem badalado? Acho que ninguém é fã dele, nem seus filmes são muito comentados por aí, mas tudo bem. Sim, o filme tem muita ação, então cuidado, pois sei q vc não gosta mto de ação...

kah, ainda bem que não fui o único. Vou dar uma olhada!

FM, eu adoro ação engraçada (melhor do que cheio de explosões).
Quanto as cenas em câmera lenta, acho que seria melhor ele explicar depois e não antes, assim os espectadores ficariam mais surpresos: "nossa! Como ele pensou nisso tudo?".
A cena com a câmera para baixo, sem coments...
Não sei se ele vai estar na sequencia, mas adoraria que fosse outro diretor, para ver o que faz com a história...

Ricardo, aluguei o filme do Chaplin que quem faz o grande diretor é o Robert. Vamos ver o que vai dar, certo? Mas até agora, temos as mesmas opiniões. E pelo que falaram, esse Holmes é bem Pop!

Amanda, ahuhaua, verdade. Os comentários da Saren, quero dizer, Karen, são engraçadíssimos.