28 de novembro de 2010

CASAR OU NÃO CASAR ?

Tá bom, vai ser do seu jeito!

Durante a reunião do Lérias e Lixos que aconteceu semana passada uma das discussões que surgiu foi casamento. Pra que casar quando é o amor que importa? Mas então por que não celebrar esse amor com um casamento? Nem que seja um casamento, mas pelo menos uma festa? Bem, por aqui vou falar o que eu penso.


Primeiro: acho que o sonho dos meus pais de me ver na Igreja esperando minha noiva é uma das probabilidades mais pequenas da minha vida. Primeiro porque eu odeio a Igreja, uma invenção do homem que diz estar agindo em nome de Dele. Acredito então apenas em Deus. Um casamento no civil com uma boa festa é o ideal. Gaste o dinheiro na festa e na viagem de lua-de-mel! São bem mais importantes para você e sua parceira ou parceiro. Segundo que nem precisar casar realmente precisa. O famoso "se juntar" já está de bom tamanho.


O problema mesmo é ter filho. Até fiz uma piadinha com os meus amigos que riram de mim pra variar. Falei: "Nossa, parece que tem ano que surge mulher grávida do nada!". Lógico, eles riram porque todo ano tem mulher grávida, mas pessoal parece que tem anos que as mulheres decidem engravidar. Tem um ano ou dois que não aparece nenhum ser vivo novo "em produção". De repente sete mulheres ficam grávidas ao mesmo tempo. Mas o problema não é esse. Eu pelo menos quero ter filhos. Três meninos. Será que alguma mulher hoje quer ter três filhos? Acho que não.


E outra coisa muito legal que discutiram: será realmente que o casamento é uma coisa arcáica ou com o passar dos anos acabou se tornando numa coisa mais... moderna? Depois de uma das falas dos integrantes do Lérias eu me convenci de que realmente é uma coisa moderna. Você se pergunta por que? É só ler a seguinte frase bem devagar: "Hoje só casa quem quer". Viu só? Ao mesmo tempo que casamento parece uma coisa bem antiga, tem a aparência de ser uma coisa bem nova.


Mas graças a Deus que eu ainda não preciso pensar nisso. Casar. Só quero pensar nisso com meus 26, 28 anos, porque morrer sozinho acho que ninguém quer. Mas será que realmente terei que me casar na Igreja ao invés de aproveitar uma deliciosa viagem? Tudo vai depender do que a patroa vai querer. Mas uma coisa já falo para ela: se for para casar na Igreja, que seja com o dinheiro dela (ou do pai dela, que é ainda melhor! Vou amar meu sogro).

3 comentários:

FM disse...

Pois é... assunto complicado.

=P

Não penso em casar agora, mesmo pq nem namorada eu tenho. Mas gostaria sim de uma festa e talz. Igreja tb é opcional para mim.

Anônimo disse...

Prefiro uma bicicleta....

Felipe Guimarães disse...

FM, ainda bem q vc tb pensa q Igreja é só opcional!! Vc pensa que nem eu: festa ok, Igreja só se ela pagar (esse pensamento é meu, mas blz).

Anônimo, auhauhauha adorei!! Nesse momento tb prefiro!!