9 de fevereiro de 2011

CHRISTOPHER NOLAN E SEUS ROTEIROS BRILHANTES

Por trás de todo bom filme semrpe há um diretor

Não conhecer esse nome hoje, pelo menos para os cinéfilos, é quase como um pecado capital. Nolan criou grandes filmes como, O Grande Truque (embora eu ainda ache o filme meio previsível), mas suas verdadeiras obras-primas vieram com o recente Batman: O Cavaleiro das Trevas e o aclamado A Origem. Mas, se Nolan faz filmes tão bons, por que não lhe indicaram ao Oscar de Melhor Direção? Descobri isso recentemente quando assisti novamente seu novo Batman.


Descobri, após fazer uma pequena pesquisa, que Nolan participa de todos os roteiros de seus filmes. Sendo assim, é muito fácil criar um perfil para esse diretor: ele gosta de quebra-cabeças. Em Cavaleiro das Trevas vemos cada carta que o Coringa possui, cada plano bem cuidado para que ele nunca seja pego. Esse Coringa é nada mais do que o próprio Nolan dentro de seu filme. Em A Origem a mesma coisa. Nolan está presente no papel principal de seu filme como o instigado Cobb (Leonardo Di Caprio). Ele gosta de criar ambientes que podem mudar de situação a cada momento. Nolan gosta de criar coisas novas a todo o momento de seus filmes.


Confesso: quando assisti A Origem pela primeira vez achei brilhante, assim como Cavaleiro das Trevas, mas quando assisti novamente parecia que não acabava, embora a qualidade continuasse ótima. Então, em minha modesta opinião, e peço respeito por ela assim como tenho pela de vocês, Nolan é um excelente diretor de entretenimento (ao contrário do Michael Bay que faz filmes de robôs alienígenas e no pior modo que existe), mas ele precisa se preocupar mais com a direção do que apenas cuidar de seus roteiros brilhantes. Nolan pode ser tornar um grande diretor, mas hoje é principalmente um dos melhores roteiristas que temos. Ele é o Cisne Branco de Natalie Portman: tecnicamente perfeito. Falta apenas se soltar para alcançar, quem sabe, a perfeição do Cisne Negro. Torço por isso.

2 comentários:

Luciano Carneiro disse...

Te recomendo Amnésia, que lhe rendeu o prestígio. Bem legal. Mas meu favorito ainda é O Grande Truque, que adoro adoro. Acho o mais brilhante e delicioso de seus filmes.

Felipe Guimarães disse...

Luciano, aluguei esse, mas pra variar acabei devolvendo! hehehe Adoro!