5 de abril de 2011

EVITA- Versão brasileira apresenta grande elenco

Nada devemos aos nossos vizinhos!


Tudo que eu disse quando escrevi sobre o filme Evita continua valendo para a peça: é uma onipresença tão grande de músicas que a história acaba ficando toda atropelada. Webber não tem noção de timming. O público precisa respirar um pouco para digerir tudo o que está acontecendo, ainda mais que as letras não são fáceis. Mas algo não há como negar: a versão brasileira é bem superior que a versão cinematográfica.


Embora o enredo seja o mesmo, o elenco não é e essa é a grande diferença. Quem encarna Eva Perón nos palcos brasileiros é a atriz Paula Capovilla, que é exatamente a Evita que eu queria que a Madonna fosse. Ela sim é uma verdadeira Eva Perón, com uma estupenda voz e excelente atuação. O mesmo pode se dizer de Fred Silveira, mil vezes melhor que o Che de Antonio Banderas, usando um tom sarcástico perdido pelo ator da versão cinematográfica. Daniel Boaventura está bom como Perón, mas seu papel não tem muito destaque, porém é bom saber que o personagem possui canções próprias, perdidas no filme.


Mas nem tudo é uma beleza na produção de Jorge Takla. Sim, o elenco é um dos melhores que vi nos palcos brasileiros, porém o cenário ficou a desejar. Sendo versão réplica ou não-réplica, o que são as projeções de nuvens, moedas e arco-íris? Parecia que eu estava assistindo O Mágico de Oz. Por mim, o cenário poderia ser facilmente um só: a própria cidade de Buenos Aires, o que dispensaria as projeções e poderia utilizar mais dos 45 atores em cena.


E se orquestra alta é um problema nos nossos palcos, com Evita não seria diferente. Se já é difícil compreender a história, tentar compreender a música é outro desafio, já que não podemos parar para entender e montar cada parte, pois não há intervalo entre uma música e outra. Mas, mesmo assim, a versão brasileira é superiora ao filme, disso não há dúvidas, mas continuo não gostando do enredo da peça, porém percebo suas qualidades. Isso não posso deixar de lado.

Nenhum comentário: