7 de abril de 2011

A HIPOCRISIA ADULTA NO RIO RELEMBRA O CASO DE COLUMBINE

Você se lembra da gente?


Foi por volta do ano passado que comecei a assistir os documentários do diretor norte-americano Michael Moore. Sabe aquele cara gordinho que faz um monte de documentários, sendo o mais famoso aquele que fala sobre os precedentes da Guerra do Iraque e que culpa o Bush por tudo? "Ah, lembrei!". Pois é, mas entre os documentários realizados por Moore, o que eu aprecio mais, além de Fahrenheit 11/09, é Tiros em Columbine (o qual já publiquei aqui e quem quiser ler, clique aqui). Para quem não sabe, Columbine conta a história de dois adolescentes norte-americanos que entraram numa escola e atiraram em seus colegas e professores e depois cometeram suicídio.


Mas não é disso que vou falar. O que vou falar é sobre o que aconteceu hoje no Rio de Janeiro. Uma das maiores tragédias nacionais nesse ano - que ainda não acabou. Agora, que poderia ser evitado, poderia. De acordo com alguns jornais, nem ao menos porteiro a escola tinha! Ou seja, qualquer pessoa pode entrar na escola e claro, como muitos apontaram, podem começar um tráfico no próprio colégio.


E assim como os norte-americanos culpavam o Marilyn Manson pelo que ocorreu em Columbine, a mídia brasileira está falando que o atirador, Wellington Menezes de Oliveira, era muçulmano. Que? Jura? Estão mesmo relacionando o 11/09 com esse atirador? Vocês acham mesmo que se ele fosse relacionado com algum grupo terrorista ele não teria atacado um lugar mais prático, importante e polêmico como a prefeitura do Rio? Certamente.


Sem falar que quando eu assisti Columbine eu comentei: "Estou só esperando isso acontecer no Brasil". Mas não falei isso com o pensamento: "Ah, vai ter isso no Brasil porque a gente é um bando de louco e meu país é um lixo". Não! Não penso assim. Apenas somei os fatos: armas + tráfico nas escolas + falta de segurança = alguém morto. Não é difícil pensar que essa possibilidade pode ocorrer, mas como também está próxima.


Parece até que toda nação, seja nos EUA ou no Brasil, precisa de um grande alarde para que conserte os erros que cometeu. Mas os adultos - responsáveis pelos altos cargos políticos de nosso país - preferem culpar os outros, ao invés de culparem-se pelo que está acontecendo, e assim acabam inventando desculpas de todos os tipos e choram como se as vítimas fossem seus parentes (aliás, chorar é o que fazem de melhor. Lamentar ao invés de consertar, né?). Então vamos esperar que as providência sejam tomadas e que 11 adolescentes não tenham que morrer por uma falha do trabalho dos adultos que governam o nosso país.

2 comentários:

FM disse...

Então. É óbvio que a segurança nas escolas é um problema no Brasil.

É comum aparecer casos de alunos q levam armas para o colégio para ameaçar colegas ou até mesmo professores. Acontece mais do que imaginamos, mas ng tem coragem de denunciar.

O governo precisa sim melhorar, e muito, a segurança dos alunos e professores.

Porém, o caso de hj é um fato isolado. Não foi um aluno, não foi um pai, não foi um professor ou funcionário da escola. Foi um louco que poderia ter feito o mesmo num hospital, num cinema, num shopping, numa igreja...

É assustador, mas casos como o de hj são praticamente inevitáveis. Quem naquela sessão de "Clube da Luta" imaginaria que um louco iria metralhar todo mundo ?

Foi um erro não ter porteiro, mas mesmo se tivesse, como ex-aluno ele poderia entrar alegando querer pegar o histórico, ou algo assim.

O que pode ser discutido nesse caso é o Bullying. Apesar dele ser louco e alegar motivos religiosos para fazer o que fez, acho q ele não escolheu o antigo colégio em vão. Ele deve ter sofrido muito lá e descontou, dez anos depois, dessa forma.

Felipe Guimarães disse...

FM, na verdade, ensino é um problema sério no Brasil! E isso que você falou pe verdade: muitos professores tem medo de denunciar seus alunos, pois já vi prof. que se mudou por ameaça de aluno.
E sabe que eu não entendo isso: porque quando há uma peça ou uma sessão de cinema o pessoal não é revistado? Por incrível que pareça, é perigoso!
E como já foi mostrado, ele sofreu bullying. Não foi ao caso mesmo e nem terrorista do 11/09 como tava um bando de gente falando!