8 de junho de 2011

X-MEN: PRIMEIRA CLASSE- Agradando gregos e troianos

Rá! Toma Transformers!


Faz muito tempo que eu não assisto a um filme do X-Men. Na verdade, lembro que até hoje eu só gostei mesmo foi do segundo, que mostrava o Wolverine procurando pelo seu passado, encontrando seu "criador" etc. Os outros dois eu terminava de assistir e pensava: "Ok, próximo filme", como se aquele nem tivesse importância, apenas puro entretenimento batido. Mas esse novo filme, X-Men: Primeira Classe, é feito para calar a boca dos críticos e de muitos diretores que não sabem fazer filme de ação (Michael Bay, cof cof).

A história do filme ocorre antes da formação dos convencionais e conhecidos X-Men. A intitulada Primeira Classe mostra o início da carreira do Professor Xavier - ainda andando e com cabelo - e de sua amizade (e futura rivalidade) com Magneto, além da formação de um primeiro grupo de mutantes que começa a lutar para salvar a raça humana. E tudo isso durante a década "luxuosa" de 60 e na época da Guerra Fria.

O filme é feito para "calar a boca dos críticos" por um simples motivo: o filme não tem apenas ação. Os personagens são amadurecidos e amadurecem com o decorrer do filme, elementos que crítico adora cutucar em filmes de ação. Magneto, por exemplo, é um ser vingativo que quer matar o assassino de sua mãe. Xavier, por incrível que pareça, gosta de dar cantadas e aproveitar as festas que vai. Mística possui um grave problema para aceitar sua aparência e assim vai.

Do resto, tudo já foi visto: efeitos especiais, explosões e tudo que um "kit ação" merece. As atuações também são pontos fortes do filme. Jennifer Lawrence (Inverno da Alma), James McAvoy e Michael Fassbender (Bastardos Inglórios) atuam com carisma e com o talento que possuem, principalmente Fassbender. O elenco do filme contém jovens atores já indicados ao Oscar e que ainda serão indicados (e se não forem não tem problema, porque são bons do mesmo jeito). Exemplo tosco, eu sei, mas que para muitos "mostra" um destaque na carreira dos atores.

Agradando gregos e troianos, ou seja, tanto o público quanto a crítica especializada (e não especializada), X-Men: Primeira Classe é um filme agradável que a maioria das pessoas provavelmente irá gostar. E se fizer sucesso, a continuação é mais do que garantida. Mas que, por favor: tenha a mesma qualidade que esse primeiro. Chega de franquias que afundam (Piratas do Caribe, cof cof).

5 comentários:

FM disse...

Tb gostei muito !!

Achei de longe o melhor filme da série.

Apesar de um ou outro furo (cronológicos, principalmente) o filme tá muito bem feito.

E continuação já teve q são os filmes antigos dos X-men... =P Mas entendi, realmente poderia ter um outro filme com essa turma antes do Ciclope, Wolverine e Jean Grey,

Caio McFearless disse...

O que aconteceu com First Class é o resultado dum trabalho feito pelas belas mãos de Bryan Singer e Matthew Vaughn.

Particulamente, superou as minhas expectativas. Sou suspeito para falar de X-Men (em qualquer mídia, sério). Achei o filme perfeito e ele realmente mexeu comigo. Assim como os outros filmes da série (principalmente os dois primeiros, que são excelentes; oi, Bryan Singer) e com os outros filmes de Matthew Vaughn.

Leia a minha resenha no meu blog e compreenderá mais a fundo meus pensamentos sobre esta bela peça que é First Class.

:D

Diego Lanza disse...

ahhh, sério que você não gosta dos outros filmes do x-men? Para mim, depois de poderoso chefão, é um dos poucos filmes no cinema que realmente pode ser chamado de série ou saga. E são excelentes filmes, todos eles... é fato que nesse first class os personagens são mais trabalhados e aprofundados, mas esse subtexto já se apresentava desde o primeiro, com o dilema da vampira de não poder tocar nos outros, a questão da cura no último... Enfim, eu sou suspeito pra falar de x-men, sou fã incontestável!!!

Plum Slykes disse...

Você não merece minhas postagem porque não responde meus tweets pra tu, fique sabendo.

Kahlil Affonso disse...

Fantástico! Escrevi sobre ele no meu blog, dá uma olhada la!

http://filme-do-dia.blogspot.com/