6 de julho de 2011

SE BEBER, NÃO CASE: PARTE 2 - Melhor que o primeiro

Dessa vez ele gostou da gente?


Eu nunca me esquecerei do Globo de Ouro de 2009. Na categoria de Melhor Filme Comédia ou Musical estava: o meu favorito, (500) Dias com Ela, e Se beber, Não Case - que muita gente tinha considerado como o melhor filme de comédia dos últimos anos. E não é que o maldito ganhou o Globo de Ouro? Mal gosto da premiação (que tem decaído bastante recentemente). E lógico: excelente bilheteria + prêmio = continuação. Se Beber, Não Case: Parte 2 é melhor, mas ainda há muita comédia "boba" no estilo do primeiro filme.


Na continuação, Stu (o dentista do primeiro filme) vai se casar na Tailândia e convida todos os seus amigos para o casamento, inclusive Alan. Stu não quer de jeito nenhum fazer uma despedida de solteiro. Então, após uma reunião de casamento, Stu e seus amigos decidem beber apenas uma cerveja ao redor de uma fogueira. Porém, quando acordam, Stu, Phil e Alan estão num apartamento em Bangcoc e com um macaco; e toda a história se repete.


Creio que por terem pego mais pesado nesse filme, acabei gostando. Sexo com transexuais, perda de membros, cenas de nudez, etc. são alguns exemplos de cenas inimagináveis e engraçadas criadas pelo diretor e roteirista do filme, Todd Phillips. Porém, o filme ainda apresenta cenas de comédia "bobas", bem no estilo do primeiro filme, como, por exemplo, a cena do macaco chupando a garrafa. É uma comédia tosca e que pra mim é extremamente sem graça.


Mas certas coisas no roteiro acabam "estragando" um pouco do filme. O discurso de Stu para o pai da noiva, no final do filme, por exemplo, é uma daquelas cenas clichês e que nunca aconteceria de verdade, somente no cinema. Sem falar na reação da pessoa ao perder um dedo e achar "normal". São certos absurdos, que mesmo no cinema, não "cola". Alan continua sendo o ponto forte do filme, graças a atuação de Zach Galifianakis.


Sendo assim, no primeiro Se Beber, Não Case eu disse para vocês para não assistirem. Dessa vez, pelo menos, eu deixo a dúvida. Alguns podem se matar de rir, outros acharem que é uma comédia babaca e sem graça. Dessa vez, pelo menos, consegui rir mais do que quando assisti o primeiro. Valeu o ingresso.

Um comentário:

Diego Lanza disse...

SÉRIO? achei uma merda total. Sem a menor graça e é absoltuamente igual ao primeiro: só que cm piadas mais pesadas, mas não necessariamente mais engraçadas. Não consegui rir de nada. E o início e final do filme é idêntico ao original - até nas falas!!!