28 de julho de 2012

A EVOLUÇÃO E "JOGOS VORAZES"



Creio que assim como muitos de vocês eu apenas descobri que existia Jogos Vorazes quando o filme foi anunciado. Realmente, faz muito tempo que não vejo as novidades da literatura infanto-juvenil e a razão é simples: ou os livros tentam copiar a ideia de seres mitológicos e mágicos, que ganharam força desde o lançamento de Harry Potter, ou acaba sendo uma história muito fraca para os jovens (dale Crepúsculo, Eragon, Percy Jackson e assim vai). E então descubro a existência de Hunger Games. Creio que, do mesmo modo que Harry Potter tem um significado para a literatura da década de 90/00, Jogos Vorazes será um dos livros juvenis mais importantes da década 00/10.

A história muitos de vocês conhecem por causa do filme (que por sinal eu não assisti e ainda não chegou às locadoras. Desespero? Claro que sim!) e se não conhecem é melhor ficar sem conhecer. Sério, falar qualquer detalhe sobre o livro é estragar todo o prazer que ele contém. Mas de modo bem superficial e sucinto para vocês terem uma noção sobre o que se trata: a história é sobre jovens que são servidos como tributos para se matarem nos famosos Jogos Vorazes. Ponto. É isso que vocês precisam saber.

Quando digo que Jogos Vorazes é tão importante para a literatura quanto Harry Potter há uma explicação: do mesmo modo que a saga de J.K Rowling ressuscitou os mundos mágicos que já tinham sido propostos em As crônicas de Nárnia e O Senhor dos Anéis, Jogos Vorazes é uma evolução na literatura infanto-juvenil. Faz quanto tempo que não vemos um livro tão forte com crianças e jovens tendo que se gladiar para sobreviver?  Faz quanto tempo que um livro juvenil não discute sobre política e rebelião? E mesmo tendo romance, este faz parte do jogo e da complexidade do mundo criado por Suzanne Collins e o que se passa no contexto histórico do livro e de seus personagens.

"Então é um livro para adultos"? Não! Sabe porquê? Porque a verdade é que os livros infanto-juvenis ficaram "infanto" demais. Não que isso seja ruim, mas, em determinado momento, a literatura precisa amadurecer ou mudar! E isso não acontecia desde a saga do menino bruxo. Jogos Vorazes é exatamente isso: o amadurecimento da literatura infanto-juvenil dos dias atuais. Se em Harry Potter e as Relíquias da Morte a escritora J.K Rowling escreveu um último livro mais forte para as pessoas que cresceram lendo sua obra e que hoje estão mais maduras (fazendo com que o livro fosse escrito do modo que foi), Suzanne Collins escreveu um livro para crianças, jovens e adultos que gostam de um livro mais, vamos dizer assim, "sério", mas que não deixa de ser voltado para o público jovem.

Assim, Jogos Vorazes é um livro que tanto crianças, jovens e adultos podem se interessar. Como eu disse antes, é um livro que envolve política, matança, romance e muita ação. Ainda não li os outros dois livros da trilogia, mas o primeiro livro por si só já é uma grande mudança no cenário literário atual.

Um comentário:

gabriel guerra disse...

Ótima trilogia. Acho que nem pelo tema, mas pelo o quanto você se prende ao livro com o passar tempo.. não tem uma pessoa que tenha lido que não tenha se imaginado na arena!

gabriel guerra